Solid Waste Generated by Amazon and Tapajós River Vessels: An Environmental Education Activity

Main Article Content

Eduardo Luiz de Simões Neto
Fabiana Rocha Pinto
Amanda kellym Marinho Corrêa
David Barbosa de Alencar
Gisele de Freitas Lopes

Abstract

Given the lack of research on solid waste generated by vessels and often incorrectly discarded, it became clear the need for a new methodological approach focusing on the knowledge of this theme. Thus this study was conducted focusing on the process of awareness of users of a vessel that made the route that traveled the Amazon River and Tapajós, using an environmental awareness activity, with results and immediate observations. From this, the waste was quantified before and after the interventions, which occurred from the clarification of the environment, solid waste generation, natural resources, water, among others. The research took place aboard a vessel that connects Manaus-AM to Alenquer-PA, evaluating the before and after the intervention. Given this, it is verified that the evaluation process achieved positive results in the minimization of solid waste generated, ensuring that the study has immediate effect, but the intervention measures need time for consolidation, given the responsibility of environmental education, which needs different approaches, under different eyes and with depth of knowledge, even if it requires a long-term process. Therefore, the importance of this type of activity is verified, aiming at the correct destination of the solid waste generated, in any circumstance, mainly in vessels, in different rivers, considering the condition of this natural resource. In addition, user awareness and education through environmental education is mandatory to better understand the impacts caused by different changes over time and needs to be an effective tool to ensure the success of habit transformation processes and quality improvement of life.

Downloads

Download data is not yet available.

Article Details

How to Cite
Luiz de Simões Neto, E., Rocha Pinto, F., kellym Marinho Corrêa, A., Barbosa de Alencar, D., & de Freitas Lopes, G. (2019). Solid Waste Generated by Amazon and Tapajós River Vessels: An Environmental Education Activity. International Journal for Innovation Education and Research, 7(11), 397-404. https://doi.org/10.31686/ijier.Vol7.Iss11.1893
Section
Articles

References

[1] PORTO, M. M. O porto e seus aspectos de desenvolvimento. Curso superior de portos, Petrobrás/FUNCEP, 1989
[2] AGÊNCIA NACIONAL DOS TRANSPORTES AQUAVIÁRIOS (ANTAQ). Disponível em: < http: www.antaq.gov.br >. Acesso em: 3 abr. 2010
[3] NORMAS DA AUTORIDADE MARÍTIMA BRASILEIRA. NORMAM-20. Disponível em: https://www.dpc.mar.mil.br/normam/N_20/normam20.pdf. Acesso em 14 out. 2011.
[4] ANTAQ - Agência Nacional de Transporte Aquaviário (2013). Caracterização da Oferta e da Demanda do Transporte Fluvial de Passageiros na Região Amazônica. Relatório Executivo. Disponível em . Acesso em 19 de out. 2013.
[5] LIMEIRA, J.; ORLEANS, T. lixo aquático WordPress.com, 2016. Disponível em: https://projetosdeextencaoufam.wordpress.com/lixo-aquatico/ Acesso em 14 out. 2018.
[6] BROWDER, John O.; GODFREY Brian J. Cidades da floresta: urbanização, desenvolvimento e globalização na Amazônia brasileira. Manaus: EDUA, 2006. BUTTIMER, Anna. Aprendendo o dinamismo do mundo vivido. In: CHRISTOFOLLETI, Antônio. Perspectiva da Geografia. São Paulo: Difel, 1982.
[7] SATHLER, D.; MONTE-MÓR, R.L.; CARVALHO, J.A.M. de. As redes para além dos rios: urbanização e desequilíbrios na Amazônia Brasileira. Nova Economia. Belo Horizonte, v. 19, n. 1, p. 11-39, 2009.
[8] PHILIPPI JR, A. Saneamento, Saúde e Ambiente: Fundamentos para um desenvolvimento sustentável. Barueri, SP: Manole, 2005.
[9] MEDEIROS, J. T. S. O Transporte Fluvial e o Direito À Dignidade da Pessoa Humana na Amazônia. 2011. 148 f. Dissertação (Mestrado) – Pós-Graduação em Direito Ambiental, Universidade do Estado do Amazonas, Manaus, 2011.
[10] CARMO FILHO, M. M. Procedimento Metodológico de Avaliação da Acessibilidade e Mobilidade nos Polos Produtivos do Interior do Amazonas. 2009. 232 f. Tese (Doutorado em Engenharia de Transportes) – Instituto Alberto Luiz Coimbra de Pós-graduação de Pesquisa de Engenharia – COPPE, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2009
[11] LINS, N. V. M. et al. Construção Naval no Amazonas: Proposições para o Mercado. p. 1-16, 2013.
[12] ANA – AGÊNCIA NACIONAL DE ÁGUAS (2013). Conjuntura dos Recursos Hídricos do Brasil. 2013. Disponível em: http://arquivos.ana.gov.br/institucional/spr/ conjuntura/webSiterelatorioconjuntura/projeto/index.html/ Acesso em 15 de fev. 2019.
[13] FANTINATO, M. Métodos de pesquisa. São Paulo: PPGSI, Escola de Artes e Ciências Humanas, USP, 2015. Disponível em http://each.uspnet.usp.br/sarajane/ wpcontent/uploads/2015/09/M%C3%A9todos-de-Pesquisa.pdf Acesso em 29 out. 2016.
[14] BARSANO, P. R.; BARBOSA, R. P. Meio ambiente: guia didático. 1º.ed. São Paulo: Erico, 2012.
[15] HIGUCHI, M.J.G.; AZEVEDO, G. C.; FORSBERG, S.S. A floresta e sociedade: ideias e práticas históricas. In: HIGUCHI, N; HIGUCHI, M.I.G. A floresta Amazônica e suas múltiplas dimensões – Uma proposta de educação ambiental 2ª ed. Manaus: [SN], 424 p. 2012.
[16] AZEVEDO, G.C.; HIGUCHI, M, J, G. A floresta amazônica como objeto de formação de docentes em educação ambiental. In: HIGUCHI, N.; HIGUCHI, M.J.G. A floresta Amazônica e suas múltiplas dimensões – Uma proposta de educação ambiental, 2ª ed; Manaus; [s.n.], 424 p. 2012.
[17] DE PAULA JR. F.; MODAELLI, S. Política de águas e educação ambiental: processo dialógicos e formativos em planejamento e gestão de recursos hídricos, Brasília MMA/SRHU, 288P. 2013.
[18] DAVID, R. C. A. A Dinâmica do Transporte Fluvial de Passageiros no Estado do Amazonas. 2010. Dissertação (Mestrado em Geografia). Universidade Federal do Amazonas. Manaus, 2010.
[19] PORTO, M. F. de S. Uma Ecologia Política dos Riscos: Princípios para Integrarmos o Local e o Global na Promoção da Saúde e da justiça Ambiental. Rio de Janeiro: Fiocruz, 2012.

DB Error: Unknown column 'Array' in 'where clause'