E-Dialogic: a proposal of a system for the production of dialogic didactic material

Main Article Content

Erivaldo da Silva Santos
Akynara Aglaé Rodrigues Santos da Silva Burlamaqui
Aquiles Medeiros Filgueira Burlamaqui

Abstract

The present article is the product of a study on the creation of didactic material for education mediated by health-applied technology. The study resulted in the specification of software requirements for the E-Dialogic (Dialogic Didactic Material Production System), a pedagogical solution that allows the content maker to deepen his or her knowledge on the dialogic language, as well as to carry out activities that will aid in the association, construction, and conversion of dialogic texts. In this context, it is sought to provide the information that is necessary for the development of the E-Dialogic, such as purpose, description, attributes, and requirements for the system's implementation, testing, and approval. The construction of the requirements specification document focused on developing a software capable of advising the content maker in the elaboration of the didactic material, thus reducing the production time and providing more interactivity and better quality for the material, since the system will guide the content maker in the didactic-communicational transition process, moving from the scientific text to the interactional-dialogic text perspective. The proposal of this system is the product of a masters research in a university located in the northeast of Brazil. With this work, it is intended to contribute to the elaboration of digital content for instructional and self- instructional courses, thus expanding the possibilities of producing materials that are more dialogic and effective for learning.

Downloads

Download data is not yet available.

Metrics

Metrics Loading ...

Article Details

How to Cite
Santos, E. da S., Burlamaqui, A. A. R. S. da S., & Burlamaqui, A. M. F. (2019). E-Dialogic: a proposal of a system for the production of dialogic didactic material. International Journal for Innovation Education and Research, 7(7), 498-512. https://doi.org/10.31686/ijier.Vol7.Iss7.1629
Section
Articles

References

ANTUNES, M. C. S. et al. Educação dos profissionais da saúde através da EAD: um olhar no Rio Grande do Norte. Revista brasileira de educação profissional tecnológica, v. 1, n. 6, 2013.

ASTAH. Ferramentas de modelagem e diagramação para equipes e empresas. Nossos produtos. Disponível em: . Acesso em: 21 mai. 2019.

BAKHTIN, M. M. Marxismo e filosofia da linguagem.13. Ed. Trad. M. Lahud; Y. F. Vieira. São Paulo: Hucitec, 2012.

BELLONI, M. L. “Educação à Distância”. Campinas: Autores Associados, 7ª edição. São Paulo, 2015.

FERNANDEZ, C. T. Os métodos de preparação de material impresso para EAD. In: LITTO, F.; FORMIGA, M. M. M. (org.). Educação a Distância: o estado da arte. São Paulo: Pearson Education do Brasil. 2008.

FILATRO, A. Design instrucional na prática. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2008.

FILHO, W.P.P. Engenharia de Software: Fundamentos, Métodos e Padrões. LTC: Rio de Janeiro, 2001.

FIORINI, S. T.; VON STAA, A.; BATISTA, R. M. Engenharia de Software com CMM. Rio de Janeiro: Brasport, 1998.

FONSECA, J. J. S. Metodologia da pesquisa científica. Fortaleza: UEC, Apostila, 2002.

FREIRE, P. Extensão ou Comunicação? 17. ed. São Paulo: Paz e Terra, 2015.

______. Educação como prática da liberdade. 32ª reimpressão. São Paulo, SP: Editora Paz e Terra,2009.

______. Pedagogia da Autonomia: saberes necessários à prática educativa. Coleção Leitura. 41ª. reimpressão. São Paulo, SP: Editora Paz e Terra, 2010.

______. Pedagogia do Oprimido. 50ª. Reimpressão. São Paulo, SP: Editora Paz e Terra, 2011.

GIDDENS, A. Sociologia. Tradução: Sandra Regina Netz. 6ª ed. Porto Alegre: Artmed, 2012.

IEEE Std. IEEE Recommended Practice for Software Requirements Specifications,1993.

LAASER, W. (org.) Manual de criação e elaboração de materiais para a educação a distância. Brasília: Editora da Universidade de Brasília, 1997.

LEITE, J. C. Notas de aula de Engenharia de Software. Disponível em: . Acesso em: 07 de jan. 2019.

MOORE, M.; KEARSLEY, G. Educação a distância: uma visão integrada. São Paulo: Cengage Learning, 2007.

MORÁN, J. Mudando a educação com metodologias ativas. In: SOUZA, C. A. de; MORALES, O. E. T. (Orgs.). Convergências midiáticas, educação e cidadania: aproximações jovens. Ponta Grossa, PR: Foca Foto - PROEX/UEPG, 2015.

ONU BR. Nações Unidas no Brasil. A Agenda 2030. Disponível em: . Acesso em: 15 de mar. de 2019.

NUNES, I. B. A História da EaD no Mundo. In: LITTO, Frederic Michael; FORMIGA, Manuel Marcos M. (Orgs.). Educação a Distância: o Estado da Arte. São Paulo: Pearson Education do Brasil, 2009.

OLIVEIRA, S. L. Tratado de metodologia científica: projetos de pesquisas, tgi, tcc, monografias, dissertações e teses. São Paulo: Pioneira:1997.

OMG. Object Management Group. Linguagem de Modelagem Unificada de OMG: o caminho dos modelos mundiais. Disponível em: . Acesso em: 23 mar. 2019.

PRESSMAN, R. Software Engineering: A Practitioner's Approach. Makron Books, 2009.

PRETI, O. Material Impresso na Educação a Distância: experiências e lições apre(e)ndidas. In: MILL, D e PIMENTEL, N. Educação a Distância: desafios contemporâneos. São Carlos: Edufscar, 2010.

RAMOS, D. K. Aspectos pedagógicos e tecnológicos da concepção e desenvolvimento de propostas de E-learning. Colabor@-A Revista Digital da CVA-RICESU, v. 3, n. 9, 2010.

SANTAELLA, L. Leitor prossumidor: desafios da ubiquidade para a educação. Revista Ensino Superior Unicamp, n. 9, abr. 2013.

SOLETIC, A. A Produção de Materiais Escritos nos Programas de Educação a Distância: Problemas e Desafios. In: LITWIN, E. (Org.). Educação a Distância: temas para o debate de uma agenda educativa. Porto alegre: Artmed, 2001.

SOMMERVILLE, I. Engenharia de Software. 8ª Edição, 2007.

UML. Unified Modeling Language. Introduction to OMG’s Unified Modeling Language™ (UML®). Disponível em: . Acesso em: 23 mar. 2019.

VOLLI, U. Manual de semiótica. Trad. Silva Debetto C. Reis.S. Paulo: Loyola, 2007.