SUSTAINABILITY INDICATORS AND SOCIAL TECHNOLOGIES IN THE BRAZILIAN SEMI-ARID: A SYSTEMATIC REVIEW SUSTAINABILITY INDICATORS AND SOCIAL TECHNOLOGIES IN THE BRAZILIAN SEMI-ARID: A SYSTEMATIC REVIEW

Main Article Content

VALERIA MELO MENDONÇA
MARIO JORGE CAMPOS DOS SANTOS
RAMON SANTOS CARVALHO
MARTA JEIDJANE BORGES RIBEIRO
GILTON JOSÉ FERREIRA DA SILVA

Abstract

Entre as estratégias inovadoras utilizadas para coexistir com o semi-árido, destaca-se o uso de Tecnologias Sociais, definidas por sua atribuição a um produto ou técnica criada e modificada para solucionar um problema social nos mais variados aspectos. Seu relevante desempenho na atribuição de indicadores de sustentabilidade, que são responsáveis ​​por medir o grau de eficiência e promover o desenvolvimento sustentável. A pesquisa objetiva identificar publicações sobre indicadores de sustentabilidade relacionados ao uso de tecnologias sociais no semiárido. Neste sentido, foi realizado um levantamento bibliográfico seguido da Systematic Review, na qual os artigos foram selecionados por busca da combinação de palavras-chave, ou strings, nas bases do Scopus, Web of Science e Engineering Village. Os resultados da pesquisa foram exportados para análise no software Start adotando critérios de inclusão e exclusão para selecionar artigos que incluíssem o objeto de estudo. A base de dados Scopus apresentou mais publicações nessa área de pesquisa, focando suas publicações em periódicos de sustentabilidade. A revisão sistemática possibilitou verificar a ausência de publicações que envolvam o uso de indicadores de sustentabilidade com as Tecnologias Sociais no semi-árido brasileiro.

Downloads

Download data is not yet available.

Metrics

Metrics Loading ...

Article Details

How to Cite
MENDONÇA, V. M., CAMPOS DOS SANTOS, M. J., SANTOS CARVALHO, R., JEIDJANE BORGES RIBEIRO, M., & JOSÉ FERREIRA DA SILVA, G. (2019). SUSTAINABILITY INDICATORS AND SOCIAL TECHNOLOGIES IN THE BRAZILIAN SEMI-ARID: A SYSTEMATIC REVIEW. International Journal of Innovation Education and Research, 7(6), 90-104. https://doi.org/10.31686/ijier.Vol7.Iss6.1556
Section
Articles

References

[1] A.B. Costa. Tecnologia social e políticas públicas. São Paulo: Instituto Pólis, 2013. 284 p.

[2] AB’Saber, A. Os domínios de natureza no Brasil: potencialidades paisagísticas. São Paulo: Ateliê Editorial, 2003.

[3] Articulação no Semi-Árido Brasileiro (ASA). Caminhos para a convivência com o Semiárido. 5 ed. Recife, 2009.

[4] A. Irabien, R.C. Darton. Energy water food nexus in the Spanish greenhouse tomato production. Clean Technologies and Environmental Policy, 18, 2016, pp.1307-1316.

[5] A. Kon. Sobre Inovação Tecnológica, Tecnologia Apropriada e Mercado de Trabalho. Revista Ciências do Trabalho, n.9, 2017.

[6] A. L. L. Mendes, L. A. Fracolli. Revisão sistemática de literatura e metassíntese qualitativa: considerações sobre sua aplicação na pesquisa em enfermagem. Texto Contexto Enfermagem, Florianópolis, v. 17, n. 4, Oct./Dec. 2008, pp. 771-779.

[7] B. Kitchenham, S. Charters. Guidelines for performing Systematic Literature Reviews in Software Engineering. Evidence-Based Software Engineering (EBSE). Keele: Keele University, Durham: University of Durham. Technical Report, 2007, pp. 65.

[8] Elsevier. Scopus. Available at: https://www.elsevier.com/solutions/scopus. Accessed on: 17 January 2019.

[9]Engineering Village. Available at: https://www-engineeringvillage-com.ez20.periodicos.capes.gov.br/search/quick.url. Accessed on: 17 January 2019.

[10] H.T. Novaes, R. Dias. Contribuições ao marco analítico-conceitual da Tecnologia Scial. In: Dagnino, R (Org.) Tecnologia Social: ferramenta para construir outra sociedade. Campinas, SP. IG/Unicamp. 2009.

[11] I. Adler, K.A. Hudson-Edwards, L. Campos. Converting rain into drinking water: Quality issues and technological advances. Water Science and Technology: Water Supply, v. 11, n.6, 2011, pp. 659-667.

[12] I. Blanco-Gutiérrez, C. Varela-Ortega, D.R. Purkey. Integrated assessment of policy interventions for promoting sustainable irrigation in semi-arid environments: A hydro-economic modeling approach. Environ. Manag., 128, 2013, pp. 144-160.

[13] I. L. Conti, E. O. Schroeder. (Org.). Convivência com o Semiárido brasileiro: autonomia e protagonismo social. Brasília, DF: IABS, 2013.

[14] ITS Instituto de Tecnologia Social. Conhecimento e cidadania. ITS BRASIL. Tecnologia Social, 1. 2007.

[15] JabRef. Software Version 4.3.1. Available at: http://www.jabref.org/. Accessed on: 17 January 2019.
[16] J. P. Christmann, M.L. Borges, C.M.G. Graebin. A Cartografia Social como possibilidade de uma Tecnologia Social. In: Congresso Brasileiro de Estudos Organizacionais, 4., Porto Alegre, RS, 2016.

[17] K. Linde, S.N. Willich. How objective are they? Differences between reviews on complementary medicine. J R Soc Med. 2003, pp.17-22.

[18] K. Maclure, V. Paudyal, D. Stewart. Reviewing the literature, how systematic is systematic? Int J Clin Pharm. March, 2016.

[19] K. Z. Mganga, N.K.R. Musimba, D.M. Nyariki.Combining Sustainable Land Management Technologies to Combat Land Degradation and Improve Rural Livelihoods in Semi-arid Lands in Kenya. Environmental Management, 56, 2015, pp.1538-1548.

[20] L. P. Silva. Desenvolvimento e Sustentabilidade no Semiárido Brasileiro: Uma Análise do Trabalho Desenvolvido pela Articulação no Semiárido Brasileiro na Região Sudoeste da Bahia. Pensamento Econômico: Desenvolvimento e Sustentabilidade, n. 16, 2012.

[21] L. T. L. Brito, J.O. Araújo, N.B. Cavalcanti, M.J. Silva. Água de chuva armazenada em cisternas produz frutas e hortaliças para o consumo pelas famílias rurais: estudo de caso. In: Simpósio Brasileiro de Captação e Manejo de Água da Chuva, 8. Campinha Grande, 2012.

[22] N. M. Mourão, R. Castro Engler. A Tecnologia social e os temas Associados: um olhar Sob o trabalho artístico de Tobbe Malm = Social technology and associated themes: a look at the artistic work of Tobbe Malm. Revista Brasileira de Tecnologias Sociais, v. 4, n. 1, 2017.

[23] P. M. Santos, T.V. Voltolini, A.C.R. Cavalcante, J. R. M. de Pezzopane, M.S.B. Moura, T.G.F Silva, G.M. Bettiol. Mudanças climáticas globais e a pecuária: cenários futuros para o Semiárido brasileiro. Revista Brasileira de geografia Física, v. 4, n. 6, 2011, pp. 1176-1196.

[24] R. Fonseca. Ciência, Tecnologia e Sociedade. In: Rede de Tecnologia Social. Tecnologia Social e Desenvolvimento Sustentável: contribuições da RTS para a formulação de uma Política de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação. Brasília: Secretaria Executiva da Rede de Tecnologia Social (RTS), 2010.

[25] R. P. Daginino. A tecnologia social e seus desafios. In: LASSANCE, A.; PEDREIRA, S. Tecnologia social: uma estratégia para o desenvolvimento. Fundação Banco do Brasil, Rio de Janeiro, 2004, pp. 15-64,

[26] R.P. Daginino. Tecnologia Social: ferramenta para construir outra sociedade. Campinas-SP. IG: Unicamp. 2009.

[27] R. Silva et al. Tecnologia Social: uma vinculação entre política científica e tecnológica e políticas de inclusão social. II Seminário de Tecnologia e Sociedade. Curitiba: UTFPR - TECSOC, 2007.

[28] R. Whittemore, K. Knafl. The integrative review: updated methodology. Journal of Advanced Nursing, Oxford, v. 52, n. 5, 2005, pp. 546-553.

[29] S. Nedumaran, B. Shiferaw, M.C.S. Bantilan, K. Palanisami, S.P. Wani. Bioeconomic modeling of farm household decisions for ex-ante impact assessment of integrated watershed development programs in semi-arid India. Environment, Development and Sustainability, 16, 2014, pp. 257-286.

[30] StArt (State of the Art through Systematic Review), Versão 3.4. Available at: http://lapes.dc.ufscar.br/tools/start_tool. Access on: 18 janeiro 2019.

[31] T. P. Christopoulos. Tecnologias sociais: indicações bibliográficas São Paulo, v. 51, n. 1, jan/fev. 2011, pp. 109-110. Available at: http://www.scielo.br/pdf/rae/v51n1/11.pdf. Access on: 15 janeiro 2019.

[32] Thesaures. Database. Available at: https://www.thesaurus.com. Access on: 17 janeiro 2019.

[33] Y.P. Wang, X. G. Li, T. Fu, L. Wang, N. C. Turner, K. H. M. Siddique, F.M. Li. Multi-site assessment of the effects of plastic-film mulch on the soil organic carbon balance in semiarid areas of China. Agricultural and Forest Metereology, 228-229, 2016, pp. 42-51.

[34] W.C.M. Galindo. Intervenção rural e autonomia: a experiência da articulação no Semiárido/ASA em Pernambuco. Dissertação de Mestrado. Universidade Federal de Pernambuco. Recife. 2003, 123pp.

[35] Web of Science. Database. Available at: https://clarivate.com/products/web-of-science/. Access on: 04 janeiro 2019.

Most read articles by the same author(s)