CONTRIBUTION OF STRATEGIC INFORMATION DISTRIBUTION TO THE DECISION MAKING PROCESSES - AN EMPIRICAL

Authors

DOI:

https://doi.org/10.31686/ijier.vol9.iss10.3422

Keywords:

Information, Strategic Data Distribution, Decision Making Process

Abstract

As an organizational asset, data is one of the great sources of competitive advantage of organizations, so that its publication and storageg, aligned with the organizations' strategic and operational metrics, has become a matter of great discussion and concern among decision makers. This study aims to carry out a study about the contributions of the strategic distribution of information to decision-making processes in organizations. The methodology used, of an exploratory qualitative nature, applied the study of multiple cases, through the collection and analysis of data from semi-structured interviews with several employees of organizations that use tools for collecting, processing and disseminating information. The research shows how the information and technologies applied to its treatment collaborate with decision-making processe.

Downloads

Download data is not yet available.

References

A.B. Smith, C.D. Jones, and E.F. Roberts, “Article Title”, Journal, Publisher, Location, Date, pp. 1-10.

Jones, C.D., A.B. Smith, and E.F. Roberts, Book Title, Publisher, Location, Date pp. 20-30.

ANDRADE, Eduardo Leopoldino de. “Introdução à pesquisa operacional: métodos e modelos para análise de decisões”. 4 ed. Rio de Janeiro: LTC, 2012.

ALCÂNTARA, S. “Business Intelligence (BI) como auxílio à gestão de negócios”. In: CUNHA, I. B. de A.; PEREIRA, F. C. M.; NEVES, J. T. de R.; Análises do Fluxo Informacional Presente em uma empresa do segmento de serviços de valor agregado (SVA). v. 20. Belo Horizonte: Perspectivas em Ciência da Informação, 2015. DOI: https://doi.org/10.1590/1981-5344/2474

ANSOFF, H. I.; MCDONELL, E. J., Implantando a administração estratégica in STAREC, Claudio; GOMES, Elisabeth Braz Pereira; CHAVES, Jorge Bezerra Lopes (Org.). “Gestão estratégica da informação e inteligência competitiva”. São Paulo: Saraiva, 2005.

BATISTA, Emerson de Oliveira. Sistemas de Informação: o uso consciente da tecnologia para o gerenciamento In: SILVESTRO, A.R.; SOARES, J. L.; BONAVIGO, J.. “Sistema de Informação Gerencial: Uma importante ferramenta para o gerenciamento de uma entidade rural.” XI Congresso Nacional de Excelência em Gestão. 2015.

BRESSAN, Flávio. “O método do estudo de caso”. São Paulo: FECAP/USP, vol. 1. 2000.

CAMPOS, Claudinei José Gomes. “Método de Análise de Conteúdo: Ferramenta para a análise de dados qualitativos no campo da saúde”. Brasília: Revista Brasileira de Enfermagem. 2004. DOI: https://doi.org/10.1590/S0034-71672004000500019

CORTEZ, A. D. “Construindo um modelo estratégico na área de marketing a partir do sistema de informações gerenciais apoiado pela inteligência competitiva e pelo monitoramento ambiental”. Dissertação (mestrado em ciências da informação. Rio de Janeiro: CNPq/ IBICT-UFRJ/ECO, 2002.

GALLIANO, A. G. “O método científico: teoria e prática In MATIAS-PEREIRA, José. Manual de metodologia da pesquisa científica”. 4ª ed. São Paulo: Atlas, 2019.

GATES, Bill. “Business @ The Speed of Thought: Succeeding in the Digital Economy”. 1ªEd. Grand Central Publishing 1999. pp. 21-22

GIL, Antonio Carlos. “Métodos e técnicas de pesquisa social”. São Paulo: Atlas, 1994.

GRAEML, Alexandre Reis. “Sistemas de Informação: O alinhamento da estratégia de TI com a estratégia corporativa”. 2ª ed. São Paulo: Atlas, 2003.

HAMBURG, Morris.”Statistical analysis for decision making”. New York: Harcourt, Brace & World, 1970.

LUDWIG, Waldez Luiz. “Gestão do capital intelectual: o que muda nas relações. In: REZENDE, Yara. Informação para negócios: os novos agentes do conhecimento e a gestão do capital intelectual”. Brasília: Ci. Inf. Brasília, 2002. pp. 120-128.

LUHN, Hans Peter. “A Business Intelligence System”. USA: IBM Journal of Research and Development, 1958. DOI: https://doi.org/10.1147/rd.24.0314

MATIAS-PEREIRA, José. Manual de metodologia da pesquisa científica. 4ª ed. São Paulo: Atlas, 2019.

MENEZES, E. M. de. Estruturação da memória organizacional de uma instituição em iminência de evasão de especialistas: um estudo de caso na COHAB. Dissertação (Mestrado em Gestão do Conhecimento e Tecnologia da Informação) – Universidade Católica de Brasília, Brasília, 2006. pp. 25.

MICHEL, Maria Helena. “Metodologia e pesquisa científica em ciências sociais: um guia prático para acompanhamento da disciplina e elaboração de trabalhos monográficos”. 3ª Ed. São Paulo: Atlas, 2015

MINTZBERG, Henry. What is planning anyway. Strategic Management Journal. In OLIVEIRA, D. de P. R. de. Planejamento Estratégico: conceitos, metodologias e práticas. 30ª ed. São Paulo: Atlas, 2012.

MONTEIRO, A. V. G.; PINTO, M. P. O.; COSTA, R. M. E. M. da. “Uma aplicação de Data Warehouse para apoiar negócios”. Cadernos do IME: Série Informática Vol. 16. Rio de Janeiro: Universidade do Estado do Rio de Janeiro, 2004.

MONTEIRO, A. O. “Reflexões Sobre a Importância Econômica da Informação Para as Organizações Produtivas”. Bahia: Organizações & Sociedade, 1996. pp. 52. DOI: https://doi.org/10.1590/S1984-92301996000300003

OLIVEIRA, D. de P. R. de. “Planejamento Estratégico: conceitos, metodologias e práticas”. 30ª ed. São Paulo: Atlas, 2012.

OROZCO, E. “La inteligência organizacional em la industria biofarmaceutica”. Vol. 28, n. 1. Brasília: In Ciência da Informação, 1999. DOI: https://doi.org/10.1590/S0100-19651999000100008

PACE, E. S. U.; BASSO, L. F. C.; SILVA, M. A.; “Indicadores de Desempenho como Direcionadores de Valor”. v. 7. n. 1. Curitiba: Revista de Administração Contemporânea, 2003. pp. 37-65. DOI: https://doi.org/10.1590/S1415-65552003000100003

PINHEIRO, Lena Vania Ribeiro; FERREZ, Helena Dodd. “Tesauro Brasileiro de Ciência da Informação. Instituto Brasileiro de informação em Ciência e Tecnologia”. 25 out 2018. Disponível em: <https://ibict.br/publicacoes-e-institucionais/tesauro-brasileiro-de-ciencia-da-informacao> Acesso em 08 set 2020.

PRIMAK, Fábio Vinicius da Silva. “Decisões com B.I. (Business Intelligence)”. Rio de Janeiro: Editora Ciência Moderna LTDA, 2008.

RAINER, Kelly; CEGIELSKI, Casey. “Introdução a sistemas de informação”. Rio de Janeiro: Elsevier, 2011.

REZENDE, Yara. “Informação para negócios: os novos agentes do conhecimento e a gestão do capital intelectual. Brasília: Ci.” Inf. Brasília, 2002. pp. 120-128. DOI: https://doi.org/10.1590/S0100-19652002000200013

RUBIN, Robert. “Qualidade das decisões é o diferencial”. São Paulo: O Estado de São Paulo, Caderno da Economia, 1999. pp.12.

SAPIRO, Arão. “Inteligência empresarial: a revolução informacional da ação competitiva”. v. 33, n. 3. São Paulo: Revista de Administração de Empresas, 1993. pp. 106-124. DOI: https://doi.org/10.1590/S0034-75901993000300010

STAREC, Claudio; GOMES, Elisabeth Braz Pereira; CHAVES, Jorge Bezerra Lopes (Org.). “Gestão estratégica da informação e inteligência competitiva”. São Paulo: Saraiva, 2005.

STEINER, George A. “Strategic Planning”. Londres: Collier Macmillan, 1979. pp. 13-14

STEINER, George A. Top Management Planning In OLIVEIRA, D. de P. R. de. “Planejamento Estratégico: conceitos, metodologias e práticas”. 30ª ed. São Paulo: Atlas, 2012.

TAKEUCHI, Hirotaka; NONAKA, Ikujiro. “Gestão do Conhecimento”. São Paulo: Bookman, 2008.

THOMPSON, James D. “Dinâmica Organizacional”. São Paulo: McGraw-Hill, 1976. p. 189.

TURBAN, Enfraim; SHARDA, Ramesh; ARONSON, Jay E.; KING, David. “Business Intelligence: um enfoque gerencial para a inteligência do negócio”. Porto Alegre: Bookman. 2009.

Downloads

Published

01-10-2021

How to Cite

Bussolotto, D., Bagattini, L. D. C., & Camargo, M. E. (2021). CONTRIBUTION OF STRATEGIC INFORMATION DISTRIBUTION TO THE DECISION MAKING PROCESSES - AN EMPIRICAL . International Journal for Innovation Education and Research, 9(10), 131–144. https://doi.org/10.31686/ijier.vol9.iss10.3422

Most read articles by the same author(s)