Sex education in school and teacher training:

contributions to an imperative agenda

Authors

DOI:

https://doi.org/10.31686/ijier.vol9.iss10.3415

Keywords:

Sexuality education, Basic education, Teacher education, Children, Adolescents

Abstract

From this brief preamble, it is opportune to investigate how sexual education is taught in schools as well as the production of researchers engaged in studying this matter. Teachers are the main agents involved in the mediation of knowledge. After all, they mediate contents and discuss information on sex and sexuality that come from the family, society or media, with which children and adolescents interact. This study aims to investigate, from a selection of productions available on Capes Journal Portal, which are the theorists/theories most cited by researchers who discuss the teaching of sex and sexuality to children and adolescents. To identify the theoretical sources used by these authors to support their studies, the following research question was formulated: according to the authors that discuss sexuality education for adolescents and children, what are the characteristics of the teacher education program and which theorists are more cited in their studies? The study consists of a qualitative-convergent mixed systematic review. We used the descriptors ‘sexuality’ and ‘teaching’ in exact terms. The eligibility criteria consisted of articles (i) published from 2019 to 2020; (ii) with open access; (iii) reviewed by; and (iv) with a focus of interest on basic education (adolescents and children). The content analysis of the main results obtained allowed to organize the findings into four categories: school-based sexual education and teacher training: contributions to an inevitable discussion; teaching and sexuality; teacher training for sexuality education; theories cited. From the results, it can be seen that the mediation between the two theories – teaching and sexuality – takes place almost exclusively in Biology and Sciences classes. And in these subjects, the teachers’ focus is on reproductive issues, something that does not allow an effective exploration of the sexuality topic by the main players of the teaching action.

Downloads

Download data is not yet available.

References

BARROS, P.S.; QUEIROZ, G. R. P. C. O saber docente em tempos de ascensão do neoconservadorismo: como professores abordam gênero e sexualidade nas aulas de ciências. Research, Society And Development, [S.L.], v. 9, n. 8, p. 1-10, 11 jul. 2020. Research, Society and Development. http://dx.doi.org/10.33448/rsd-v9i8.5429. DOI: https://doi.org/10.33448/rsd-v9i8.5429

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria da Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais. Brasília; 1996.

BRONDANI, A. S.; SILVA, A. O.; HAUSEN, C. F.; ZANCAN, A.; BIAGGIO, E. P. V.; TRINDADE, A. V. Perfil e posicionamento de professores de escola pública em relação à educação em saúde, com ênfase em sexualidade. Research, Society And Development, [S.L.], v. 9, n. 10, p. 1-10, 24 set. 2020. Research, Society and Development. http://dx.doi.org/10.33448/rsd-v9i10.8509. DOI: https://doi.org/10.33448/rsd-v9i10.8509

CANTO, F. L.; PINTO, A. L. Avaliação do acervo do portal capes por meio da análise das citações de teses da universidade federal de santa catarina. Encontro Brasileiro de Bibliometria e Cientometria, v. 6, n. 6, p. 6º Encontro Brasileiro de Bibliometria e Cientometria, 2018. Disponível em: <http://hdl.handle.net/20.500.11959/brapci/117607>. Acesso em: 20 maio 2021.

ERCOLE, F. F.; MELO, L. S.; ALCOFORADO, C. L. G. C. Revisão integrativa versus revisão sistemática. Revista Mineira de Enfermagem, 2014, 18.1: 9-12. DOI: http://www.dx.doi.org/10.5935/1415-2762.20140001 DOI: https://doi.org/10.5935/1415-2762.20140001

FARIAS, A. L. ; FERREIRA, V. A. Health at School Program: What do scientific productions in the area of education reveal?. Research, Society and Development, [S. l.], v. 10, n. 5, p. e5610514605, 2021. DOI: 10.33448/rsd-v10i5.14605. Disponível em: https://www.rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/14605. Acesso em: 9 jun. 2021. DOI: https://doi.org/10.33448/rsd-v10i5.14605

FERREIRA, E. A.; ALVES, V. H.; PEREIRA, A. V.; RODRIGUES, D. P.; SANTOS, M. V.; GABRIELLONI, M. C. Sexualidad en la Percepción de Adolescentes Estudiante de la Red Pública de Enseñanza: Contribución para el Cuidado. Revista de Pesquisa: Cuidado é Fundamental, v. 11, n. 5, p. 1208-1212, 3 mar. 2018. DOI: https://doi.org/10.9789/2175-5361.2019.v11i5.1207-1212

FOUCAULT, M. (1988). História da sexualidade I: a vontade de saber (13a ed.). Rio de Janeiro: Graal.

FOUCAULT, M. (2014). Vigiar e Punir. Petrópolis-RJ: Vozes.

FOUCAULT, M. Microfísica do poder Tradução e Organização Roberto Machado. Rio de Janeiro: Graal, 2011.

FRANCO, R.; MARINHO, J. C.; DA SILVA, F. Relato de uma experiência de estágio supervisionado em ciências desenvolvida a partir da perspectiva da educação para a sexualidade. Revista Insignare Scientia - RIS, v. 3, n. 1, p. 340-356, 4 jun. 2020. DOI: https://doi.org/10.36661/2595-4520.2020v3i1.11311

FRANCO-ASSIS, G. A.; SOUZA, E. E. F.; BARBOSA, A. G. Sexualidade na Escola: desafios e possibilidades para além dos pcns e da bncc / sexuality in school. Brazilian Journal of Development, v. 7, n. 2, p. 13662-13680, 2021. http://dx.doi.org/10.34117/bjdv7n2-130. DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n2-130

FREIRE, P. A educação na cidade São Paulo: Cortez, 2005.

FREIRE, P. Pedagogia do Oprimido 17. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1987.

FREIRE, P. Política e educação. 2. ed. São Paulo: Paz e Terra, 2015.

FURLANETTO, M. F.; MARIN, A. H.; GONCALVES, T. R. Acesso e qualidade da informação recebida sobre sexo e sexualidade na perspectiva adolescente. Estud. pesqui. psicol., Rio de Janeiro, v. 19, n. 3, p. 644-664, set. 2019. Disponível em <http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1808-42812019000300006&lng=pt&nrm=iso>. acessos em 03 jun. 2021. DOI: https://doi.org/10.12957/epp.2019.46907

GALVÃO, M. C. B.; RICARTE, I. L. M. Revisão sistemática da literatura: conceituação, produção e publicação. Logeion: Filosofia da informação, v. 6, n. 1, p. 57-73, 2019. DOI: https://doi.org/10.21728/logeion.2019v6n1.p57-73 DOI: https://doi.org/10.21728/logeion.2019v6n1.p57-73

GANDRA, A. (org.). Agressões contra crianças aumentaram na pandemia, diz especialista: maus-tratos devem ser denunciados a órgãos como os conselhos tutelares. Agência Brasil. Rio de Janeiro, p. 1-1. 16 abr. 2021. Disponível em: https://agenciabrasil.ebc.com.br/direitos-humanos/noticia/2021-04/agressoes-contra-criancas-aumentaram-na-pandemia-diz-especialista. Acesso em: 16 jun. 2021.

GOMES, A. T. et al. Educação em saúde na escola: Dialogando sobre sexualidade com adolescentes. Research, Society And Development, Brasil, v. 9, n. 7, p. 1-140. 2020. DOI: https://doi.org/10.33448/rsd-v9i7.3700

GOULART, A. S.; COSTA, M. T.; BENITES, L. B.; CASTRO, L. R. B.; PESSANO, E. F. C.; FOLMER, V. Breve perspectiva de licenciandos sobre Temas Transversais: meio ambiente, saúde e sexualidade. Research, Society And Development, [S.L.], v. 9, n. 8, p. 1-16, 6 jul. 2020. Research, Society and Development. http://dx.doi.org/10.33448/rsd-v9i8.5337. DOI: https://doi.org/10.33448/rsd-v9i8.5337

GOVERNO FEDERAL. Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos. 2019. Disponível em: https://www.gov.br/mdh/pt-br/assuntos/noticias/2020-2/maio/ministerio-divulga-dados-de-violencia-sexual-contra-criancas-e-adolescentes. Acesso em: 03 jun. 2021.

HAMES, C.; KEMP, A. T. Diversidade de gênero e sexualidade no processo formativo docente. Ris Revista Insignare Scientia, Santo Angelo, v. 2, n. 1, p. 67-74, abr. 2019. Disponível em: https://periodicos.uffs.edu.br/index.php/RIS/article/view/10664/7142. Acesso em: 16 jun. 2021. DOI: https://doi.org/10.36661/2595-4520.2019v2i1.10664

HOFFSTAEDTER, S. L. et al. Projeto de saúde no território: educação sexual na escola / health in the territory project. Brazilian Journal Of Health Review, [S.L.], v. 4, n. 3, p. 10745-10751, 2021. South Florida Publishing LLC. http://dx.doi.org/10.34119/bjhrv4n3-090 DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv4n3-090

LIMA, W. S.; MEGLHIORATTI, F. A.; JUSTINA, L. A. D. A Sexualidade no ambiente escolar: regulamentações e orientações nacionais. In: SOARES, A. S. F.; MARTELLI, A. C.; GARCIA, D. A. (Orgs.). Olhares às sexualidades e aos gêneros. São Carlos: Pedro & João Editores, 2019. p. 95-120.

LOURO, G. L. (1997). Gênero, sexualidade e educação. (6a. ed.) Petrópolis: Vozes.

MELO, M. C. P. Sexualidade na adolescência: entrelaçando atitudes, posturas e estratégias em sala de aula com o apoio da Estratégia Saúde da Família. Plataforma sucupira v. 1 n. 141 p. Rio Grande do Sul. 2017. Disponível em: < https://catalogodeteses.capes.gov.br/catalogo-teses/#!/ > acesso em: 11/04/2021.

MENDES, K. S; SILVEIRA, R. C. C. P; GALVÃO, C. M. Revisão Integrativa: método de pesquisa para a incorporação de evidências na saúde e na enfermagem. Texto Contexto Enferm, São Paulo, v. 14, n. 17, p. 758-764, Não é um mês valido! 2008. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/tce/v17n4/18.pdf. Acesso em: 20 maio 2021. DOI: https://doi.org/10.1590/S0104-07072008000400018

MICHELS, E.; MOTT, L.; PAULINHO. Grupo Gay da Bahia – Mortes violentas de LGBT+ no Brasil: relatório 2018. Rio de Janeiro: Grupo Pela Vida – Rj, 2018. 22 p. Disponível em: https://grupogaydabahia.files.wordpress.com/2019/01/relat%C3%B3rio-de-crimes-contra-lgbt-brasil-2018-grupo-gay-da-bahia.pdf. Acesso em: 16 jun. 2021.

MOHER, D.; LIBERATI, A.; TETZLAFF, J.; ALTMAN, D. G. The PRISMA Group. Reprint – Preferred reporting items for systematic reviews and meta-analyses: the PRISMA statement. Physical Therapy, v.89, n.9, p.873-880, 2009. DOI: https://doi.org/10.1093/ptj/89.9.873

MOIZÉS, J. S., BUENO, S. M. V. Compreensão sobre sexualidade e sexo nas escolas segundo professores do ensino fundamental. Revista da Escola de Enfermagem da USP [online]. 2010, v. 44, n. 1 [Acessado 16 Junho 2021] , pp. 205-212. Epub 22 Mar 2010. https://doi.org/10.1590/S0080-62342010000100029. DOI: https://doi.org/10.1590/S0080-62342010000100029

OLIVEIRA, A. M.; MIRANDA, M. H. G.; SILVA, M. A. M. P. Questões de gênero, sexualidade e laicidade no ensino público tendo como eixo de debate a disciplina de ensino religioso em escolas de Recife. ETD - Educação Temática Digital, Campinas, SP, v. 20, n. 4, p. 864–886, 2018. DOI: 10.20396/etd.v20i4.8647418. DOI: https://doi.org/10.20396/etd.v20i4.8647418

ORGANIZAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS. Brasil é um dos países que registram mais agressões contra pessoas LGBTI. Disponível em: https://nacoesunidas.org/brasil-e-um-dos-paises-que-registram-mais-agressoes-contra-pessoas-lgbti/amp/. Acesso em 25 de abr. de 2019

ORTIZ, J. O. S.; KWECKO, V.; TOLÊDO, F.; DEVINCENZI, S.; BOTELHO, S. S. C.. Recursos Educacionais Abertos: Uma Análise dos Objetivos de Aprendizagem Referenciados pela Taxonomia Digital de Bloom. In: Simpósio Brasileiro de Informática na Educação, 31. 2020, Online. Anais [...]. Porto Alegre: Sociedade Brasileira de Computação, 2020. p. 122-131. DOI: https://doi.org/10.5753/cbie.sbie.2020.122

PARANAIBA, M. V.; ROSA, G. F. DE C.; HASSE, M.; RODRIGUES, E. T. Relato de experiência de uma oficina sobre sexualidade com jovens de uma escola pública de Uberlândia, Minas Gerais. Revista Em Extensão, v. 18, n. 2, p. 142-154, 22 jan. 2020. DOI: https://doi.org/10.14393/REE-v18n22019-50105

RODRIGUES JÚNIOR, J. F. A taxonomia de objetivos educacionais: um manual para o usuário.2. ed. Brasília: Editora Universitária de Brasília, 2a ed. 2016.

SILVA, J. K. O. et al. Identidade de gênero e orientação sexual: a sexualidade no contexto escolar. Research, Society And Development, Itajubá, v. 8, n. 8, p. 1-20, fev. 2019. DOI: https://doi.org/10.33448/rsd-v8i8.1182

SILVA, J. C.; ARAÚJO, A. D. A metodologia de pesquisa em análise do discurso. Grau Zero — Revista de Crítica Cultural: Linguagem, Educação e Democracia, v. 5, n. 1, p. 1-15, jan. 2017.

SILVEIRA, M. B. S.; MIESSE, M. C.; CARVALHO, F. A. As questões de gênero e sexualidade e o movimento escola sem partido: qual o impacto para a base nacional comum curricular? Diversidade e Educação, [S. l.], v. 9, n. Especial, p. 509–531, 2021. DOI: 10.14295/de.v9iEspecial.12588. DOI: https://doi.org/10.14295/de.v9iEspecial.12588

SOUZA, M. L. DE; FERRARI, A. Inquietações sobre gênero e sexualidade em espaços formativos: o caso do Pibid de Ciências. Ensino em Re-Vista, v. 26, n. 1, p. 40-59, 26 abr. 2019. DOI: https://doi.org/10.14393/ER-v26n1a2019-2

TORRES, J R.; CARRIL, L. F. B. Formação docente crítica em torno das questões de raça, etnia, gênero e sexualidade à luz da concepção de educação libertadora de Paulo Freire. Educar em Revista, [S.L.], v. 37, n. 8, p. 1-10, nov. 2021. FapUNIFESP (SciELO). http://dx.doi.org/10.1590/0104-4060.75679. DOI: https://doi.org/10.1590/0104-4060.75679

UNICEF. Violência sexual contra crianças é crime e deixa traumas para toda a vida. 2020. Disponível em: https://www.unicef.org/brazil/comunicados-de-imprensa/violencia-sexual-contra-criancas-e-crime-e-deixa-traumas-para-toda-a-vida. Acesso em: 13 jul. 2021.

YOSHIMOTO, E. Gênero, Sexualidade e Midiatização no Ensino de Sociologia: podcast escolar produzido com educandas e educandos do ensino médio. 2020. 313 f. Tese (Doutorado) - Curso de Ciências e Letras, Faculdade de Ciências e Letras, Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”, Araraquara, 2020. Cap. 7. Disponível em: https://repositorio.unesp.br/bitstream/handle/11449/202684/yoshimoto_e_dr_arafcl.pdf?sequence=3&isAllowed=y. Acesso em: 17 jun. 2021

Downloads

Published

01-10-2021

How to Cite

Kanan, L., Dresch, J., & Nunes, R. (2021). Sex education in school and teacher training: : contributions to an imperative agenda . International Journal for Innovation Education and Research, 9(10), 91–107. https://doi.org/10.31686/ijier.vol9.iss10.3415