PERCEPTION INDEX OF ENVIRONMENTAL EDUCATION IN FUNDAMENTAL EDUCATION SCHOOLS IN A CITY ON THE BRAZIL / BOLIVIA FRONTIER

Authors

  • Carlos Alberto Paraguassú-Chaves Federal University of Rio de Janeiro image/svg+xml
  • Fábio Robson Casara Cavalcante Federal University of Rondônia image/svg+xml
  • Carla Dolezel Trindade University Institute of Rio de Janeiro
  • Simão Aznar Filho University Institute of Rio de Janeiro
  • Ana Maria Morais da Fonsêca Cavalcante
  • Sílvia Bezerra de Góes Universidade Federal Rural do Semi-Árido image/svg+xml
  • Vitor Akira Uesugui Costa Federal Institute of Rondônia image/svg+xml
  • Fabrício Moraes de Almeida Federal University of Rondônia image/svg+xml
  • Lenita Rodrigues Moreira Dantas Institute of Health Sciences and the Amazon environment

DOI:

https://doi.org/10.31686/ijier.vol9.iss5.3094

Keywords:

Perception Index, Environmental education, Factor analysis, Elementary School

Abstract

Objective: to analyze the Environmental Education Perception Index in the light of national curricular parameters (PCN’s) within the scope of elementary education in state schools in the city of Guajará-Mirim, Rondônia, on the Brazil / Bolivia border. Method: for this study, factor analysis was used as a mechanism for building performance indices for each parameter studied. The Statistical Package for the Social Sciences - SPSS [30] tool was used to determine the proposed indexes that followed the scale advocated by Hair et al [21]. Results: the results presented by the teachers of the 4 schools correspond to the perception index considered “good” with an average index of 0.699. The average perception index of school technicians and managers was 0.591, considered a “regular” index. The students had an average performance of 0.537, considered a “regular” performance index. The general IPEA among all schools surveyed was considered “regular” with a performance index of 0.597. Conclusion: the fact that Guajará-Mirim has 92% of its territory occupied by Conservation Units and Indigenous Lands and a strong environmental policy does not correspond to the level of abstraction applied by formal Environmental Education. Environmental Education given in Guajará-Mirim elementary schools imposes considerable risks on the environmental conscience of future generations, as it presents certain deficiencies in fulfilling its institutional role as a social transformer, configuring itself as a limiter of sustainable development and awareness environmental.

Downloads

Download data is not yet available.

Author Biographies

Carlos Alberto Paraguassú-Chaves, Federal University of Rio de Janeiro

Full Professor

Fábio Robson Casara Cavalcante, Federal University of Rondônia

Associate Professor

Carla Dolezel Trindade, University Institute of Rio de Janeiro

Full Professor

Simão Aznar Filho, University Institute of Rio de Janeiro

Full Professor

Ana Maria Morais da Fonsêca Cavalcante

Voluntary researcher

Sílvia Bezerra de Góes, Universidade Federal Rural do Semi-Árido

Master in Phytotechnics

Vitor Akira Uesugui Costa, Federal Institute of Rondônia

Professor

Fabrício Moraes de Almeida, Federal University of Rondônia

Researcher of the Doctoral and Master Program in Regional Development and Environment (PGDRA/UFRO). Leader of line 2 ― Technological and Systemic Development, and Researcher of GEITEC

Lenita Rodrigues Moreira Dantas, Institute of Health Sciences and the Amazon environment

Geographer expert and lawyer. Researcher

References

DIAS, G.F. Educação ambiental: princípios e práticas. 2004. 9 ed. São Paulo: Gaia, 2004.

OLIVEIRA, J.; XAVIER, A.R.; ALCÓCER, J.C.A.; XAVIER, L.C.Vale.; RODRIGUES, R.M. Educação Ambiental e a Legislação Brasileira: Contextos, Marco Legal e Orientações para a Educação Básica. Educação Ambiental em Ação. Vol, XV, nº 59. Março-Maio, 2017.

BRASIL. Constituição de 1988. Constituição da República Federativa do Brasil. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 5 out. 1988.

PACHECO, Michel Saraiva. Avaliação do grau de percepção ambiental de estudantes universitários do sudeste de Mato Grosso. Dissertação: (Mestrado em Ciências Ambientais) – Universidade de Cuiabá – UNIC. Cuiabá, 2016.

BRASIL. Decreto nº 4.281, de 25 de junho de 2002. Regulamenta a Lei nº 9.795, de 27 de abril de 1999, que institui a Política Nacional de Educação Ambiental, e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 26 jun. 2002.

BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros curriculares nacionais: introdução aos parâmetros curriculares nacionais – Brasília: MEC/SEF, 1997a. 126p.

BRASIL. Ministério da Educação. Proposta de Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Ambiental. Brasília, DF: CGEA: Secad: MEC, 2010.

BRASIL/MEC/SECAD. Educação Ambiental: aprendizes de sustentabilidade. CADERNOS SECAD 1. Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade. Brasília – DF Março de 2007.

TOMAZELLO, M.G.C. Educação ambiental: abordagem pedagógica de trabalho por projeto, Revista Eletrônica do Mestrado em Educação Ambiental, Rio Grande do Sul, n. 1, v. 05, 2001, p. 1-6. Disponível em: www.remea.furg.br/mea/remea/vol5/guiomar.PDF.

Brasil. Ministério da Educação e Cultura. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros curriculares nacionais: introdução aos parâmetros curriculares nacionais. Brasília: MEC/SEF, 1998.

MORAES, E.A. A Educação ambiental como disciplina indispensável em todos os níveis da educação, visando um planeta sustentável. Universidade Candido Mendes. Faculdade integrada AVM. Pós-gradução “lato sensu”. 2012.

WENCESLAU, M.N.; NOGUEIRA, C. Um Estudo sobre Percepção Ambiental e Educação Ambiental de Alunos do 9º Ano, Ensino Fundamental, pelo Método de Observação Participante. Revbea, São Paulo , V. 14 , No 3: 276 - 288, 2019.

GUIMARÃES, M.A dimensão ambiental na educação. Campinas, SP. Papirus, 2005.

GUIMARÃES, M. A formação de educadores ambientais. Campinas, SP: Papiros, 2004.

LOUREIRO, F.B. Educação ambiental: repensando o espaço da cidadania. 5. ed. São Paulo: Cortez, 2011.

LOUREIRO, C.F.B.; LAYARQUES P.; CASTRO, R.S. Educação Ambiental: repensando o espaço da cidadania(Orgs.).São Paulo: Cortez, 2002.

BRANDALISE et al. A percepção e o comportamento ambiental dos universitários em relação ao grau de educação ambiental, 2008, Gestão e Produção, São Carlos, v. 16, n. 2, p. 273-285, abr.-jun. 2009.

PARAGUASSU-CHAVES, C.A et al. Environmental Education Perception Index (IPEA) headed for sustainable development: A study in Elementary Schools in the city of Guajará-Mirim, Rondônia (Brazil). International Journal of Advanced Engineering Research and Science, v. 5, p. 38-50, 2018.

CARVALHO, S.M. de; CAVALCANTE, F.R.C.; PARAGUASSU-CHAVES, C.A.; GOES, S.B.; CAVALCANTE, A.M.M.F. IPEA - Um Estudo em Escolas de Ensino Fundamental de Guajará-Mirim pelo Viés do Desenvolvimento Sustentável. Debate em ação: discussão científica, v. 1, p. 12-31, 2015a.

CARVALHO, S.M. de; CAVALCANTE, F.R.C. ; PARAGUASSÚ-CHAVES, C.A.; GOES, S.B.; CAVALCANTE, A.M.M.F. Índice de Percepção da Educação Ambiental nas Escolas de Ensino Fundamental de Guajará-Mirim: Um Olhar pelo Viés do Desenvolvimento Sustentável. In: C.A Paraguassu-Chaves; F.R.C Cavalcante; I.C da Silva. (Org.). Impactos sociais e ambientais contemporâneos em Rondônia. 1ed.Porto Velho: AICSA, 2015b, v. 1, p. 166-186.

ZAR, J. H. Biostatistical analysis. 3. ed. London: Prentice Hall International, 1996.

SANTANA, A. Métodos quantitativos em economia: elementos e aplicações. Belém: UFRA, 2005a.

SANTANA, A. Elementos de economia, agronegócio e desenvolvimento local. Belém: GTZ; TUD; UFRA, 2005b.

SANTANA, A. Análise do desempenho competitivo das agroindústrias de frutas do Estado do Pará. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE ECONOMIA E SOCIOLOGIA RURAL, 44., 2006, Fortaleza,CE. Anais... Brasília, DF: Sober, 2006. p. 1-20

SANTANA, A. Análise do desempenho competitivo das agroindústrias de polpas de frutas do Estado do Pará. Revista de economia e sociologia rural, v. 45, n. 3, Brasília, jul/sept., 2007.

CAVALCANTE, F.R.C. Análise da desigualdade regional no estado de Rondônia à luz da teoria institucionalista de Douglass North. Tese (Doutorado). Universidade Federal do Pará, Núcleo de Altos Estudos Amazônicos, UFPA, NAEA, Doutorado em Desenvolvimento Sustentável do Trópico Úmido, 2011.

DILLON, W.R.; GOLDSTEIN, M. Multivariate analisys: methods and applications. New York: Wiley, 1984.

JOHNSON, R.A. and WICHERN, D.W. Applied multivariate statistical analysis. 2 ed. New Jersey: Prentice Hall International, 1988.

MINGOTI, S. A. Análise de dados através de métodos de estatística multivariada: uma abordagem aplicada. Belo Horizonte: UFMG, 2005.

STATISTICAL package for social sciences: base 7.5 applications guide. Chicago: [s. n], 1997.

LEMOS, E.M.; DAVID, C.M. Reflexões sobre o tema transversal meio ambiente no ensino fundamental. CAMINE: Cam. Educ. Franca, SP, Brasil, 2015.

LEMOS, E.M. A Fundação para Conservação da Natureza de Mato Grosso do Sul (Fuconams) e as origens do movimento ambientalista no Estado: 1979 a 1989. 2004. Dissertação (Mestrado em Meio Ambiente e Desenvolvimento Regional - Universidade para o Desenvolvimento do Estado e da Região do Pantanal, Campo Grande, MS, 2004.

BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros curriculares nacionais: meio ambiente e saúde. Brasília, DF, 1997b.

BRANCO, E.P.; ROYER, M.R.; BRANCO, A.B.Gi. A Abordagem da Educação Ambiental nos PCNs, nasS DCNs e na BNCC. Nuances: estudos sobre Educação, Presidente Prudente-SP, v. 29, n. 1, p.185-203, Jan./Abr., 2018.

TOZONI-REIS, M.F.de.C. Educação ambiental: natureza, razão e história. Campinas: Autores Associados, 2004. 170 p. (Coleção educação contemporânea).

NOGUEIRA, C. Education for Sustainable Development and Conceptions of Environmental Education in Brazil: possible approaches. Journal of Education for Sustainable Developmen t, 12(1):47–58, 2018.

FERRARA, L.D.A. Olhar periférico: informação, linguagem, percepção ambiental.2 e.d. São Paulo: EDUSP, 1999.277 p. KANASHIRO, M. A cidade e os sentidos: sentir a cidade. Desenvolvimento e meio ambiente, Curitiba, n.7, p.159-164.jul 2003. Disponível em: Acesso em 10 mar.2020.

MUCELIN, C. A; BELLINI, M. Lixo e impactos ambientais perceptíveis no eco sistema urbano. Sociedade e Natureza, Uberlândia, v. 20 jun.2008, p.111-124, 2008. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/sn/v20n1/a08v20n1.pdf. Acesso em 17 ago.2020.

BRUGGER, P. Educação ou adestramento ambiental. Florianópolis: Argos, 2004.228 p.

CUNHA, A.l.S.; LEITE, E.B. Percepção Ambiental: Implicações para a educação ambiental. Sinapse ambiental. Setembro de 2009. p.66-79. 2009. Disponível em: http://www.pucminas.edu.br/graduacao/cursos/arquivos/ARE_ARQ_REVIS_ELETR20 090930145741.pdf. Acesso em 10 dez.2020.

Downloads

Published

01-05-2021

How to Cite

Paraguassú-Chaves, C. A., Cavalcante, F. R. C., Trindade, C. D., Filho, S. A., Cavalcante, A. M. M. da F., Góes, S. B. de, Costa, V. A. U., Almeida, F. M. de ., & Dantas, L. R. M. (2021). PERCEPTION INDEX OF ENVIRONMENTAL EDUCATION IN FUNDAMENTAL EDUCATION SCHOOLS IN A CITY ON THE BRAZIL / BOLIVIA FRONTIER. International Journal for Innovation Education and Research, 9(5), 321–334. https://doi.org/10.31686/ijier.vol9.iss5.3094

Most read articles by the same author(s)