Patentometric Profile of Social Water

Main Article Content

Ramon Santos Carvalho
Valéria Melo Mendonça
Gilton José Ferreira da Silva
Mário Jorge Campos dos Santos

Abstract

There are regions of the planet that are affected by climatological conditions that cause water scarcity. Thus, innovative techniques have emerged with the purpose of mitigating the reflexes caused by the natural factor: drought. These innovations arise with the objective of capturing, storing and carrying out rainwater treatment for the population. These, called social water technologies, comprise products, techniques or replicable methodologies that are developed specifically to solve the problem of water shortages. The present work aims to analyze the profile of innovations generated by social water technologies through the LATIPAT, INPI and WIPO bases. To search for patents, keywords that were relevant to the research were used and combined with Boolean operators. 907 patents were identified, the largest concentration of deposits in China, justified by the fact that the country adopts development policies that invest in R&D, differentiating itself from other countries. Among the patents analyzed there is a higher concentration of deposits related to the area of ​​human needs and water treatment.

Downloads

Download data is not yet available.

Article Details

How to Cite
Carvalho, R. S. ., Mendonça , V. M. ., Silva, G. J. F. da ., & Santos, M. J. C. dos . (2020). Patentometric Profile of Social Water . International Journal for Innovation Education and Research, 8(6), 255-265. https://doi.org/10.31686/ijier.vol8.iss6.2410
Section
Articles
Author Biographies

Ramon Santos Carvalho, Federal University of Sergipe

Doctoral student at Postgraduate Program in Intellectual Property Science

Valéria Melo Mendonça , Federal Institute of Education, Science and Technology of Sergipe

PhD Professor, Department of Agroecology

Gilton José Ferreira da Silva, Federal University of Sergipe

Professor, Department of Computing

Mário Jorge Campos dos Santos, Federal University of Sergipe

PhD Professor of the Postgraduate Program in Intellectual Property Science, and the Department of Forestry Sciences

References

Ab’Saber, A. N. Sertões e sertanejos: uma geografia humana sofrida. Universidade de São Paulo, v. 13, n. 36, 1999, pp. 7-59.

Y. Chen, Y. Chiu, Cross-language patent matching via an international patent classification-based concept bridge. Journal of Information Science, v. 39, nº 6, 2013, pp. 737-753. Disponível em: < https://journals.sagepub.com/doi/abs/10.1177/0165551513494641>. Acesso em: 04 de fevereiro de 2020.

G. Duque, “Conviver com a seca”: contribuição da Articulação do Semi-Árido/ASA para o desenvolvimento sustentável. Desenvolvimento e Meio Ambiente, Editora UFPR. n. 17, jan./jun. 2008, pp. 133-140.

GOMES, M. G. Velhas secas em novos sertões: continuidade e mudanças na economia do Semiárido e dos Cerrados nordestinos. 1. ed. Brasília, DF: IPEA, 2001.

INPI. Instituto Nacional de Propriedade Industrial, Busca Patentes. 2017. Disponível em: http://www.inpi.gov.br/portal/artigo/busc a_patentes.

INSTITUTO NACIONAL DE PROPRIEDADE INSDUSTRIAL, Estrutura. 2018. Disponível em: <http://www.inpi.gov.br/sobre/estrutura>. Acesso em: 27 de janeiro de 2020.

B. Kang, The innovation processo of Huawei and ZTE: Patent data analysis. China Economic Review, v. 36, 2016, pp. 378-393.

Jacques, M. When China Rules the World. The End of the Western World and the Birth of a New Global Order. London: Penguin. 2012.

D. Mjugmann, and E. A. BONETTI, A caminho da inovação: proteção e negócios com bens de propriedade intelectual. Guia para empresário. Brasília. IEL, 2018. Disponível: <http://www.inpi.gov.br/sobre/arquivos/guia_empresario_iel-senai-e-inpi.pdf>. Acesso em: 27 de outubro de 2019.

Quintela, C. M., and A. F. Teodoro, O. Os ganhos econômicos diante da propriedade intelectual: retorno e investimento à sociedade. Gestão e Tecnologia Competitiva, 2013.

Fujino, A. A informação e o lucro da empresa. Palavra-Chave, São Paulo, n.7, 1994, p.15.

H. Grupp, M. H. Mogee, Indicators for national science and technology policy: how robust are composite indicators? Research Policy, vol. 33, 2004, pp. 1373-1384.

J. M. Maricato, D. P. Noronha, and D. P. Fujino. A. Análise Bibliométrica da Produção Tecnológica em Biodisel: contribuições para uma Política em CT&I. Perspectivas em Ciência da Informação. V. 15, n. 2, 2010, pp. 89-107.

E. Martínez, M. Albornoz. Indicadores de ciencia y tecnologia: balance y perspectivas. In: In: Martínez E., Albornoz, M. (org.) Indicadores de ciencia y tecnología: estado del arte y perspectivas. UNESCO, Venezuela, 1998.

J. M. Morais. Uma avaliação dos programas de apoio financeiro à inovação tecnológica com base nos fundos setoriais e na lei de inovação. In: DE NEGRI, J. A.; KUBOTA, L. C. (Org.). Políticas de incentivo à inovação tecnológica no Brasil. Brasília: Ipea, 2008.

Morais, S. Prospecção tecnológica em documentos de patentes verdes. Dissertação-Universidade Federal da Paraíba, Centro de Ciências Aplicadas, Departamento de Ciência da Informação, Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação. João Pessoa, PB, Brasil. 2014.

S. P. Morais, J. C. R. Garcia, o Estado da arte da patentometria em periódicos internacionais da Ciência da Informação. In: Encontro Brasileiro de Bibliometria e Cientometria, 4., 2014, Recife, PE. Anais...RECIFE, PE, 2014, pp.1-7. Disponível em: <http://www.brapci.inf.br/_repositorio/2014/05/pdf_9645160ce5_0014366.pdf>. Acesso em: 25 de janeiro de 2020.

Nolan, P. Transforming China: Globalization, Transition and Development. London: Anthem, 2005.

G. Rassenfosse, H. Dernis, D. Guellec, L. Picci, and B. V. P. De La Potterie, The worldwide count of priority patents: A new indicator of inventive activity. Research Policy, 42(3), 2013, pp. 720-737.

A. M. Rocha, E. A. Torres, and C. M. Quintela, Biodiesel na República Popular da China: mapeamento de artigos e patentes. Cadernos de Prospecção. Salvador, BA, 6(3), 2013, pp. 302-311. Recuperado de http://www.portalseer.ufba.br/index.php/nit/article/view/11411/8238.

M. G. Spezialli, R. D. Sinisterra, Busca de informações tecnológicas com base em dados de patentes: estudo de caso dos líquidos iônicos no Brasil. Química Nova, v. 38, 2015, pp. 1132-1138.

Tucci, C. E. M, Urbanização e recursos hídricos. In: BICUDO, C. E. de M. et al. Águas do Brasil: análises estratégicas. Instituto de Botânica. São Paulo, 2010.

Tundisi, J. G., T. M. Tundisi, A água. São Paulo: Publifolha (Folha Explica), 2005.

Salati, E., H. Mattos de Lemos, and E. Salati, Água e o desenvolvimento sustentável. In: REBOUÇAS, A. C.; BRAGA, B.; TUNDISI, J. G. (Orgs). Águas doces no Brasil: capital ecológico, uso e conservação. 2. ed. rev. ampl. São Paulo: Escrituras, 2002.

E. Swyngedouw, A cidade como um híbrido: natureza, sociedade e “urbanização-ciborgue. In: ACSELRAD, Henri (org.). A duração das cidades: sustentabilidade e risco nas políticas urbanas. Rio de Janeiro: DP&A, Lamparina, 2001.

H. Sung, C. C. Wang, D. Z. Chen, and M. H. Huang, A comparative study of patent counts by the inventor country and the assignee country. Scientometrics. 100, 2014, pp. 577-593,

Most read articles by the same author(s)