Affectfullness as the basis for the (re)formulation of the teacher´s professional identity

Authors

  • Helga Loos-Sant'Ana Federal University of Paraná
  • René Simonato Sant'Ana-Loos Independent researcher
  • Clésnia de Oliveira Federal University of Paraná https://orcid.org/0000-0002-7054-3874

DOI:

https://doi.org/10.31686/ijier.vol8.iss2.2172

Keywords:

Teacher, Elementary Education, Affectfullness Method, Professional Identity, Human Development

Abstract

‘Affectfullness’ is called the way of life defended by Theoretical System of Affectfullness (TSA) in which the interactions we experience in the world can become rich and meaningful. Seen in these terms, it may be understood as a method that provides parameters for analyzing our experiences and investing in our full development as human beings. As of this approach, the teaching and learning activities should also be seen from a broader perspective, since they have a relevant role in the developmental path of our species. Therefore, it is argued that in scholastic institutions, the teacher – the person in charge of ‘teaching’- needs to experience opportunities and perspectives of self-development which happens through participation in healthy interactions and appropriate conditions to carry out their work of transmitting the input of knowledge produced by humanity from generation to generation. However, unfortunately we have noticed that a large number of elementary school teachers in Brazil do not perceive themselves inserted in a context full of development possibilities, both of themselves and of their own students. Teachers experience discomfort and anxieties, which in turn result in disenchantment with their teaching activities. This paper aims to explore, based on the literature researched, some of the difficulties lived by performing teachers which were organized in seven sections that indicate how the integrity of the ‘teaching profession’ has negatively been affected. Then, it promoted a dialogue with the Theoretical System of Affectfullness (TSA) in order to elicit reflections, which contribute to the teachers arouse an “affectively expanded look” on the dimension of their daily work and their professional identity, becoming able to positively affect their work environment and help modify this reality for better.

Downloads

Download data is not yet available.

References

Loos-Sant’Ana, H.; Sant’Ana-Loos, R. S. “Seminário sobre o Sistema Teórico da Afetividade Ampliada”. Curitiba, May/2013. Course given in the Research Line Cognition, Learning and Human Development of the Graduate in Education of the Federal University of Paraná.

Loos-Sant’Ana, H.; Sant’Ana-Loos, R. S. “Educação integral...? Cuidado com a entropia...! Reflexões em Afetividade Ampliada sobre a Educação Integral”. In: Pinheiro, M.; Liblik, A. M. P. (Orgs.). A educação integral e integrada: contribuições da Universidade Federal do Paraná. Curitiba: Setor de Educação da UFPR, 2014, pp. 173-207.

Sant’Ana-Loos, R. S.; Loos-Sant’Ana, H. “A Afetividade Ampliada enquanto meta-teoria: ensaio acerca do que nos faz humanos e repercussões para a Psicologia”, PsicoDom, 12, 2013, pp. 9-26. Retrieved from https://www.researchgate.net/publication/327616030_a_afetividade_ampliada_enquanto_metateoria_breve_ensaio_acerca_do_que_nos_faz_humanos_e_repercussoes_para_a_psicologia

Sant’Ana-Loos, R. S.; Loos-Sant’Ana, H. “Sistema Teórico da Afetividade Ampliada e a noção de interação: breve síntese epistemológica – Parte II (Acerca da anacronia entre teoria e prática)”, PsicoDom, 12, 2013, pp. 44-62. Retrieved from https://www.researchgate.net/publication/327619022_sistema_teorico_da_afetividade_ampliada_e_a_nocao_de_interacao_breve_sintese_epistemologica_-_parte_ii_acerca_da_anacronia_entre_teoria_e_pratica

Sant’Ana-Loos, R. S.; Loos-Sant’Ana, H. “Célula Psíquica: a face estrutural da unidade básica da psique conforme a Afetividade Ampliada”, PsicoDom, Curitiba, n. 12, Dec, 2013, pp. 63-82. Retrieved from https://www.researchgate.net/publication/327619012_celula_psiquica_a_face_estrutural_da_unidade_basica_da_psique_conforme_a_afetividade_ampliada

Loos-Sant’Ana, H. “O que é Vida sem Afetividade?” TED Talk. In: TEDxUFPR, 25/10/2019. Retrieved from https://youtu.be/efYMkSOGfP0

Dubar, C. A socialização: construção das identidades sociais e profissionais. Porto: Porto Editora, 1997.

Cardoso, M. I. S.; Batista, M. P. F.; Graça, A. B. S. “A identidade do professor: desafios colocados pela globalização.” Revista Brasileira de Educação, 21, 65, 2016, pp. 371-390. Retrievedfromhttp://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1413-24782016000200371&script=sci_abstract&tlng=pt

Nóvoa, A. “O regresso dos professores”.2011. Retrieved from https://pt.scribd.com/document/68387246/O-regresso-dos-professores

Souza, V. L. T.; Petroni, A. P; Andrada, P. C. “A afetividade como traço da constituição identitária docente: o olhar da psicologia”, Psicologia & Sociedade, 25, 3, pp. 527-537, 2013.Retrieved from http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-71822013000300007&lng=en&nrm=iso

Ribeiro, J. M. C. “A jornada de trabalho dos professores da escola pública em contexto de políticas de valorização docente e qualidade da educação”, Thesis (PhD), Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2014. Retrieved from https://lume.ufrgs.br/bitstream/handle/10183/102316/000933062.pdf?sequence=1&isAllowed=y

Silva, J. S.; Souza Neto, S.; Benites, L. C. “Identidade do professor: um estudo sobre a dimensão afetiva”. 2009. Retrieved from http://www.unesp.br/prograd/PDFNE2006/artigos/capitulo2/identidadedoprofessor.pdf

Brito, J.; Bercot; Horellou-Lafarge, C; Neves, M. Y.; Oliveira, S.; Rotenberg, L. “Saúde, gênero e reconhecimento no trabalho das professoras: convergências e diferenças no Brasil e na França”, Physis: Revista de Saúde Coletiva, 24, 2, pp. 589-605, 2014. Retrieved from http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0103-73312014000200589&script=sci_abstract&tlng=pt

Dejours, C. Trabalho vivo: trabalho e emancipação. Rio de Janeiro: Fiocruz, 2012.

Araújo, J. C. C. “A dinâmica familiar como fator promotor de dificuldades de aprendizagem: uma afirmação possível?”, Dissertation (MA), Universidade Católica de Pernambuco, Recife, 2007. Retrieved from http://tede2.unicap.br:8080/bitstream/tede/249/1/Jacy%20Cristina.pdf

Fraiman, L. P. “A importância da participação dos pais na educação escolar”, Dissertation (MA), Universidade de São Paulo, São Paulo, 1997.

Tresoldi, M. E. “Caleidoscópio: desvelando o adolescente em conflito com a lei”, Thesis (PhD), Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2015. Retrieved from https://www.lume.ufrgs.br/bitstream/handle/10183/117821/000968705.pdf?sequence=1&isAllowed=y

Fontana, L. S. “As pedagogias online do Complexo Kids: crianças, mães e pais em conexão”, Thesis (PhD), Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2015. Retrieved fromhttps://www.lume.ufrgs.br/handle/10183/134673

Souza, S. V. “O estudante (in)visível na queixa escolar visível: um estudo sobre a constituição do sujeito na trajetória escolar”, Thesis (PhD), Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2013. Retrieved from https://repositorio.ufsc.br/bitstream/handle/123456789/107046/319249.pdf?sequence=1&isAllowed=y

Nóvoa, A. As organizações escolares em análise. Lisboa: Publicações Dom Quixote, 1999.

Nascimento, R. O. “Formação de identidade docente, escola e culpabilização profissional: convergências e discussões teóricas”, Pesquisas e Práticas Psicossociais, 2, 2, pp. 269-279, 2008. Retrieved from https://ufsj.edu.br/portal-repositorio/File/revistalapip/nascimento_artigo.pdf

Freire, P. Pedagogia da autonomia: saberes necessários para a prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 2008.

Patto, M. H. S. ““Escolas cheias, cadeias vazias” nota sobre as raízes ideológicas do pensamento educacional brasileiro”, Estudos Avançados, 21, 61, pp. 243-266, 2007. Retrieved from https://dx.doi.org/10.1590/S0103-40142007000300016

Ribeiro, J. M. C. “A jornada de trabalho dos professores da escola pública em contexto de políticas de valorização docente e qualidade da educação”, Thesis (PhD), Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2014. Retrieved from https://lume.ufrgs.br/handle/10183/102316

Brasil. MEC. Reexame do Parecer CNE/CEB nº 9/2012. 02/10/2012. Retrieved from http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=11795-pceb018-12&Itemid=30192

Souza, K. R.; Mendonça, A. L. O.; Rodrigues, A. M. S.; Felix, E. G.; Teixeira, L. R.; Santos, M. B. M.; Moura, M. “A nova organização do trabalho na universidade pública: consequências coletivas da precarização na saúde dos docentes”, Ciência & Saúde Coletiva, 22, 11, pp. 3667-3676, 2017. Retrieved from http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S1413-81232017021103667&lng=en&nrm=iso&tlng=pt

Sant’Ana, I. M. “Educação inclusiva: concepções de professores e diretores”, Psicologia em Estudo, 10, 2, pp. 227-234, 2005. Retrieved from http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1413-73722005000200009&script=sci_abstract&tlng=pt

Carneiro, G. R. S. “O autoconceito de crianças com dificuldade de aprendizagem na escrita”, Dissertation (MA), Universidade Estadual de Campinas, Campinas (SP), 2002. Retrieved from http://repositorio.unicamp.br/bitstream/REPOSIP/252328/1/Carneiro_GabrielaRaederdaSilva_M.pdf

Alves, C. P.; Machado, C. A.; Gastaud, M. B.; Nunes, M. L. T. “Crianças atendidas por problemas de aprendizagemempsicoterapiapsicanalítica”, AvancesenPsicologíaLatinoamericana, 31, 2, pp. 432-442, 2013. Retrieved from http://www.scielo.org.co/pdf/apl/v31n2/v31n2a10.pdf

Vóvio, C. L.; Ribeiro, V. M.; Novaes, L. C.; Bravo, M. H. “Livros de ocorrência: violência e indisciplina em escolas de território vulnerável”. Arquivos Analíticos de Políticas Educativas, 24, 126, 2017. Retrieved from http://dx.doi.org/10.14507/epaa.24.2561

Oliveira, L. F. “Pobreza, trabalho infanto-juvenil e escolarização: concepções e práticas a partir do programa Bolsa Família”, Dissertation (MA), Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2014. Retrieved from https://lume.ufrgs.br/handle/10183/117780?locale-attribute=es&show=full

Rios, K. S. A.; Denari, F. E. “Apoio comportamental positivo: estratégias educacionais aplicadas a comportamentos-problema de alunos”, Psicologia: Teoria e Pesquisa, 27, 2, pp. 157-168, 2011. Retrieved from http://www.scielo.br/pdf/ptp/v27n2/a08v27n2.pdf

Wielewicki, A. “Problemas de comportamento infantil: importância e limitações de estudos de caracterização em clínicas-escola brasileiras”, Temas em Psicologia, 19, 2, pp. 379-389, 2011.

Soares, T. C.; Czeresnia, D. “Biologia, subjetividade e alteridade”, Interface - Comunicação, Saúde, Educação, 15, 36, pp. 53-63, 2011. Retrieved from http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-32832011000100005&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt

Sant’Ana, R. S.; Loos, H.; Cebulski, M. C. “Afetividade, cognição e educação: ensaio acerca da demarcação de fronteiras entre os conceitos e a dificuldade de ser do homem”, Educar em Revista, 36, pp. 109-124, 2010. Retrieved from http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-40602010000100009&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt

Nascimento, T. A. C.; Simões, J. M. “Análise da gestão de conflitos interpessoais nas organizações públicas de ensino profissionalizante em Nova Iguaçu - Rio de Janeiro”, REGE Revista de Gestão, 18, 4, pp. 585-604, 2011. Retrieved from http://www.revistas.usp.br/rege/article/view/49795

Vinha, T. P.; Morais, A.; Tognetta, L. R. P.; Azzi, R. G.; Aragão, A. M. F.; Marques, C. A. E.; Silva, L. M. F.; Moro, A.; Vivaldi, F. M. C.; Ramos, A. M.; Oliveira, M. T. A.; Bozza, T. C. L. “O clima escolar e a convivência respeitosa nas instituições educativas”, Estudos em Avaliação Educacional, 27, 64, pp. 96-127, 2016. Retrieved from http://publicacoes.fcc.org.br/ojs/index.php/eae/article/view/3747

Rebolo, F.; Bueno, B. O. “O bem-estar docente: limites e possibilidades para a felicidade do professor no trabalho”, Acta Scientiarum Education, 36, 2, pp. 323-331, 2014. Retrieved from http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/ActaSciEduc/article/view/21222

Mendes, A. O. “A valorização docente no contexto do sistema estadual de Avaliação Participativa do Rio Grande Sul (SEAP/RS)”, Dissertation (MA), Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2016. Retrieved from https://www.lume.ufrgs.br/bitstream/handle/10183/151616/001012812.pdf

Paixão, R. B.; Melo, D. R. A.; Souza-Silva, J. C.; Cerquinho, K. G. “Por que ocorre? Como lidar? A percepção de professores de graduação em Administração sobre o assédio moral”, Revista de Administração, 48, 3, pp. 516-529, 2013. Retrieved from http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0080-21072013000300010&script=sci_abstract&tlng=pt

Sant’Ana, R. S. “Rousseau e a arte da busca da consciência plena. Movimentos sobre a filosofia da ação e educação: críticas e razões sobre a prática do viver e da formação humana”, Dissertation (MA), Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2006. Retrieved from http://www.ppge.ufpr.br/teses/M06_santana.pdf

Alves, B. L. M. C.; Pauls, M. P.; Loos-Sant’Ana, H.; Sant’Ana-Loos, R. S. “Indisciplina na escola entre adolescentes: O que a literatura científica tem falado sobre isso?” In: Silva, I. M.; Soares, I. M. F.; Almeida, M. T. F. (Orgs.). Percurso acadêmico: A educação na atualidade. Vol. 2. Rio de Janeiro: Dictio Brasil, 2016, pp. 243-276.

Vergueiro, P. V. “Identidade de professor: uma pesquisa fundamentada na psicologia analítica”, Psicologia Revista, 18, 2, pp. 203-229, 2009. Retrieved from https://revistas.pucsp.br/psicorevista/article/view/4372/0

Galindo, W. C. M. “A construção da identidade profissional docente”, Psicologia: Ciência e Profissão, 24, 2, pp. 14-23, 2004. Retrieved from http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-98932004000200003&lng=en&nrm=iso&tlng=pt

Amarante, A. A. “Religações de saberes em tempo de rede: Tecnociência, filosofia e educação”, Tese (Doutorado), Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Porto Alegre, 2015. Retrieved from https://www.lume.ufrgs.br/bitstream/handle/10183/131890/000981923.pdf

Gadotti, M. Educação integral no Brasil: Inovações em processo. São Paulo: Paulo Freire, 2009.

Giovinazzo Junior, C. A. “A formação profissional nos cursos de licenciatura e o exercício do magistério na educação básica: Intenções, realizações e ambiguidades”, Educar em Revista, Edição Especial, 1, pp. 51-68, 2017. Retrieved from http://www.scielo.br/pdf/er/nspe.1/0104-4060-er-01-00051.pdf

Downloads

Published

01-02-2020

How to Cite

Loos-Sant’Ana, H., Sant’Ana-Loos, R. S. ., & Oliveira, C. de. (2020). Affectfullness as the basis for the (re)formulation of the teacher´s professional identity. International Journal for Innovation Education and Research, 8(2), 79–107. https://doi.org/10.31686/ijier.vol8.iss2.2172