Variability reduction in Manaus` beer process production

Main Article Content

Jonas Gomes da Silva
Amanda Ramos da Costa

Abstract

Defined as the favorite drink to celebrate good times, beer has been making the drink market one of the most competitive in the Brazilian industry. Given this scenario, brewery industries need to maintain quality standards to gain consumer preference. In the company under study, located in Manaus Industrial Pole, it was found that in the beer production process, the brewhouse stage was not satisfying the brewery wort manufacturing time requirements, which is why it became the focus of this study. This paper aims to investigate and standardize a method to reduce the variability of beer time production in the brewhouse area. The data were collected from the monitoring of the wort production process, raising each time of the equipment of that stage, both before and after the application of the method. After data collection and analysis, it was concluded that it is possible to significantly reduce the variability in the wort production process by treating critical brewhouse equipment.

Downloads

Download data is not yet available.

Article Details

How to Cite
Gomes da Silva, J. ., & Ramos da Costa, A. (2019). Variability reduction in Manaus` beer process production. International Journal for Innovation Education and Research, 7(11), 1418–1434. https://doi.org/10.31686/ijier.vol7.iss11.1979
Section
Articles
Author Biography

Jonas Gomes da Silva, Federal University of Amazon (UFAM) EUREKA Laboratory

Dep. of Industrial Engineering – Faculty of Technology

References

[1] ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas). ISO 9001:2000 - Sistemas de Gestão da Qualidade – Requisitos.
[2] ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DA INDÚSTRIA DA CERVEJA. Anuário 2016. Disponível em: . Acesso em: 15 de janeiro de 2017.
[3] BADIRU, A. B. AYENI, B. J. Practitioner’s guide to quality and process improvement. London: Chapman & Hall, 1993. 353p.
[4] BOTELHO, B. G. B. Perfil e teores de aminas bioativas e características físico-químicas em cervejas. Faculdade de Farmácia, UFMG, Belo Horizonte, MG, 2009.
[5] CABRITA, J., G., M., Leão, J., M., M., & M., M. (1985). Curso de Produção de Cerveja. Leça do Balio, Portugal: Unicer, E.P.
[6] CAMPOS, V. F. Gerenciamento da rotina do trabalho do dia-a-dia. Belo Horizonte: Editora Fundação Christiano Ottoni, 1996.
[7] CAMPOS, M. S. Em busca do padrão Seis Sigma. Revista Exame, 1999.
[8] CAMPOS, V. F. Gerenciamento da rotina do trabalho do dia-a-dia. 7. ed. Belo Horizonte: Editora de Desenvolvimento Gerencial, 2001.
[9] CAMPOS, V. F. Controle da Qualidade Total (no estilo japonês). 8ª edição. Nova Lima: INDG Tecnologia e Serviço Ltda., 2004.
[10] CLARK, A. B. How managers can use de Shewhart PDCA Cycle to get better results. Houston: Jesse H. Jones Scholl of Business – Texas Southern University, 2001
[11] DELERYD, M. The effect of Skewness on estimates of some process capability indices. International Journal of Applied Quality Management, v. 2, n. 2, p. 153-186, 1999.
[12] DRAGONE, G. M. M. Fermentação primaria para produção de cervejas de altas densidades por processo contínuo utilizando leveduras imobilizadas em bagaço de malte. Dissertação de doutorado em Biotecnologia Industrial, Universidade São Paulo, Lorena, 2007
[13] JUNIOR, A. A. D.; VIEIRA, A. G.; FERREIRA, T. P. Processo de produção de cerveja. Revista Processos químicos. Faculdade de Tecnologia Senai Roberto Mange, Anápolis-GO, jul\dez de 2009.
[14] JURAN, J. M.; GRYNA J., FRANK, M. Quality planning and analysis. New York: McGraw-Hill,1980.
[15] KNOWLES, G., L. WHICKER, J. HERALDEZ, E F. CANALEST. “A conceptual model for the application of Six Sigma methodologies to supply chain improvement.” International Journal of Logistics: Research and Applications, 1 de Março de 2005: 51-65.
[16] LIKER, J.K. The Toyota Way. New York: McGraw-Hill, 2004.
[17] MAPA, Decreto nº 2.314, de setembro de 1997. Disponível em: . Acesso em: 23 out. 2016.
[18] MELO, C. P. CARAMORI, E. J. PDCA Método de melhorias para empresas de manufatura - versão 2.0. Belo Horizonte: Fundação de Desenvolvimento Gerencial, 2001
[19] MONTGOMERY, D. C. Introdução ao Controle Estatístico da Qualidade. São Paulo: 4. ed. Editora LTC, 2004.
[20] MORADO, R.. Larousse da cerveja. São Paulo: Larousse do Brasil, 2009.
[21] OLIVEIRA, D. P. R. Sistemas. Organização & Métodos: O&M - uma abordagem gerencial. 13.ed. Sao Paulo: Atlas, 2002.
[22] PEINADO, J.; GRAEML, A. R. Administração da produção: operações industriais e de serviços. Curitiba : UnicenP, 2007.
[23] PENCZKOSKI, D.; PEDROSO, B.; PILATTI, L. Dificuldades da implantação do programa Seis Sigma. In: Encontro de Engenharia e Tecnologia dos Campos Gerais, 4., 2008, Campos Gerais. Anais eletrônicos. Disponível em: http://www.4eetcg.uepg.br/oral/70_1.pdf. Acesso em: 20 out. 2016.
[24] REINOLD, Mathias. Reações enzimáticas e físico-químicas que ocorrem durante a malteação da cevada. Veículo: Revista Indústria de Bebidas– ano 9 – nº 55. Edição: 2010.
[25] SANTOS, M. S, DOS; RIBEIRO, F. M. DE. Cervejas e refrigerantes. São Paulo: CETESB, 2005. Disponível em: http://www.cetesb.sp.gov.br. Acesso em: 25 out. 2016.
[26] SEBRAE. Potencial de consumo de cerveja no Brasil. 2014. Disponível em: . Acesso em: 15 out. 2016.
[27] SLACK, Nigel et al. Administração da Produção. São Paulo: Atlas, 2002.
[28] SOUZA, R. Metodologia para desenvolvimento e implantação de sistemas de gestão da qualidade em empresas construtoras de pequeno e médio porte. 1997. 187 f. Tese (Doutorado) – Escola Politécnica, Universidade de São Paulo, São Paulo, 1997.
[29] WERKEMA. M. C. C. Ferramentas estatísticas básicas para o gerenciamento de processos. Belo Horizonte: Fundação Cristiano Ottoni, 1995.

Most read articles by the same author(s)

1 2 3 > >>