The Socioeconomic Impact of Paralyzed Public Works: Analysis on the University City of the State of Amazonas

Main Article Content

Alessandro Marques Martins
Érica Pantoja de Araújo
Frank Henrique Santos Fontineles
Sara dos Santos Santarém
David Barbosa de Alencar
Gisele de Freitas Lopes

Abstract

The presente research refers to the analysis of  the socioeconomic impacts caused by the stoppage of the University City of the State University of Amazonas in the Community Our Lady of Nazareth Lake Test with the objective of investigating the consequences of not observing the principle of efficiency in execution of the work of the University City by its managers, verifying the curret socioeconomic situation of this local population, and finally propose ways to mitigate problems and losses resulting from the stoppage, which is a matter of common interest as it covers all social classes. The research approach is quantitative because it intends to describe a phenomenon of a particular group or Society, its research instrument was the interview. To be eficiente during the execution of a work, it is necessary to have management during the process, so the Executive Branch has instituted laws fo the public Works to be managed efficiently, namely: the Growth Acceleration Program (PAC), instituted by the Decree n° 6.025/2007; the DifferentialContracting Regime (RDC), launched by Law nº 12.462/2011; and the Bidding Law, introduced by Law n° 8.666/1993. These measures sought to reduce delas and stoppages in public Works and the social and economic impacts that might be generated.

Downloads

Download data is not yet available.

Article Details

How to Cite
Marques Martins, A., Pantoja de Araújo, Érica, Santos Fontineles, F. H., dos Santos Santarém, S., Barbosa de Alencar, D., & de Freitas Lopes, G. (2019). The Socioeconomic Impact of Paralyzed Public Works: Analysis on the University City of the State of Amazonas. International Journal for Innovation Education and Research, 7(11), 262-273. https://doi.org/10.31686/ijier.vol7.iss11.1878
Section
Articles

References

[1] ALTOUNIAN, Cláudio Sarian. Obras públicas: licitação, contratação, fiscalização e utilização. 5. ed. Belo Horizonte: Fórum, 2016.
[2] FONTES, Maria Fernanda Cássia. Mapeamento e Análise do processo de gerenciamento de projetos e obras públicas: Um estudo de caso na Universidade Federal de Viçosa. 2012. 119f. Dissertação (Mestrado)- Universidade Federal de Viçosa, Minas Gerais, 2012.
[3] FARIAS, Pedro Paulo Piovesan. Licitações e obras públicas. Série de Cadernos Técnicos da Agenda Parlamentar. CREA-PR, 2016.
[4] BRASIL. Constituição Federal (1988). Emenda constitucional n°19 de 04 de junho de 1998. Modifica o regime e dispõe sobre princípios e normas da Administração Pública, servidores e agentes políticos, controle de despesas e finanças públicas e custeio de atividades a cargo do Distrito Federal, e dá outras providências. Disponível em: < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Constituicao/Emendas/Emc/emc19.htm >. Acesso em: 03 de setembro de 2019.
[5] FLESCH, Carla Machado. A submissão da Administração Pública ao princípio da eficiência visando à satisfatória consecução de seus fins. Boletim Científico ESMPU. Brasília, 2015.
[6] DI PIETRO, Maria Sylvia Zanella. Direito Administrativo. 26. ed. São Paulo: Atlas, 2013.
[7] YIN, R. K. (2010). Estudo de caso: planejamento e métodos. 4. ed. Tradução: Daniel Grassi. Porto Alegre: Bookman.
[8] KNECHTEL, Maria do Rosário. Metodologia da pesquisa em educação: uma abordagem teórico-prática dialogada. Curitiba: Intersaberes, 2014.
[9] BRASIL. Presidência da República. Decreto n° 6025, de 22 de janeiro de 2007. Institui o Programa de Aceleração do Crescimento- PAC, o seu Comitê Gestor, e dá outras providências, 2007. Disponível em: < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2007-2010/2007/Decreto/D6025.htm >. Acesso em: 20 de setembro de 2019.
[10] BRASIL. Presidência da República. Lei nº12.462, de 04 de agosto de 2011. Institui o Regime Diferenciado de Contratações Públicas – RDC. Disponível em: < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2011-2014/2011/Lei/L12462.htm >. Acesso em: 17 de setembro de 2019.
[11] BRASIL. Presidência da República. Lei nº12.688, de 18 de julho de 2012. 2012a. Disponível em: < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2011-2014/2012/Lei/L12688.htm >. Acesso em: 17 de setembro de 2019.
[12] BRASIL. Presidência da República. Lei nº12.722, de 03 de outubro de 2012. 2012b. Altera as Lei n° 12.462, de 4 de agosto de 2011. Disponível em: < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2011-2014/2012/Lei/L12722.htm >. Acesso em: 17 de setembro de 2019.
[13] BRASIL. Presidência da República. Lei nº12.745, de 19 de dezembro de 2012. 2012c. Disponível em: . Acesso em: 17 de setembro de 2019.
[14] ANDRADE, Ricardo Barreto de; VELOSO, Vitor Lanza. Uma visão geral sobre o Regime Diferenciado de Contratações Públicas: objeto, objetivos, definições, princípios e diretrizes. In: JUSTEN FILHO, Marçal; PEREIRA, Cesar A. Guimarães (Coord.). O Regime Diferenciado de Contratações Públicas (RDC): Comentários à Lei n° 12.462 e ao Decreto n° 7.581. 2 ed. Belo Horizonte: Fórum, 2013.
[15] BRASIL. Presidência da República. Lei n° 8.666, de 21 de junho de 1993. Regulamenta o art. 37, inciso XXI, da Constituição Federal, institui normas para licitações e contratos da Administração Pública e dá outras providências, 2003. Disponível em: < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l8666cons.htm >. Acesso em: 20 de setembro de 2019.
[16] TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO. Licitações e Contratos: Orientações e Jurisprudência do TCU. 4. ed. Brasília, 2010.
[17] FONSECA, Luciana Helmer. Diretrizes para a gestão de projetos de obras de arquitetura e engenharia na Universidade Federal do Espírito Santo. 2016. 215f. Dissertação (Mestrado em Gestão Pública) - Centro de Ciências Jurídicas e Econômicas. Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória.
[18] CHERNICHARO, C. A. L. Princípios do tratamento biológico de águas residuárias: reatores anaeróbicos. 2. Ed. Belo Horizonte: Universidade Federal de Minas Gerais, 2007, p.379.
[19] GONÇALVES, R. G.; SIMÕES, G.M.S.; WANKE, R. Reuso de águas cinzas em edificações urbanas estudo de caso em Vitória (ES) e Macaé (RJ). Revista AIDIS de Ingeniería y Ciencias Ambientais: Investigación Desarrollo y Práctica, v.3, n. 1, p. 120-131.
[20] ASSIS, Isabela Furtado de. Eficiência de uma estação compacta de tratamento de esgoto composta por reator UASB seguido de biofiltro aerado submerso. 2017. 19f. Artigo Científico (Graduação) – Curso de Engenharia Civil, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2017.
[21] VON SPERLING, Marcos. Princípios do tratamento biológico de águas residuárias: Introdução à qualidade das águas e ao tratamento de esgotos. 4. Ed. Belo Horizonte: Universidade Federal de Minas Gerais, 2014, p. 470.
[22] ALVES FILHO, Amilton. Desinfecção de Lodo de Esgoto Anaeróbico para Fins Agrícolas. 2014. 79f. Dissertação (Mestrado)- Curso de Pós-graduação em Agronomia, Universidade de Uberlândia, Uberlândia, 2014.

Most read articles by the same author(s)

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 > >>