ANALYSIS OF THE BASIC SANITATION SYSTEM OF BLACK LAND EARTH IN MANACAPURU-AM

Main Article Content

Anne Kellen Batista Martins
ALEXANDRA AMARO DE LIMA
Mitriane Gomes de Souza
Igor Felipe Oliveira Bezerra

Abstract

Due to the adjunct population growth of the Industrial Revolution since the 70's, it has been thought and planned about the adequate urban infrastructure, which is taking into consideration the welfare of the population. From this line of thought, sanitation has become one of the alternatives for municipal development, because besides encompassing sanitation services, it also has interrelationship with other areas such as health, housing, leisure and others. Thus, this article aimed, through the analysis of the basic sanitation system, to facilitate the identification of the current problems in the sector of the black neighborhood in Manacapuru - AM. To this end, discussions were held on the structure of the Municipal Basic Sanitation Plan of the municipality and field measurements were collected for the development of diagnostic maps of basic infrastructure characteristics, such as drainage, water and sewage network, waste collection and junk dumps. Thus, the analysis of the previous and current sanitation situation was carried out. Increases were found in the junk dumps, and in the drainage system's mouths and in the absence of a sewage system. From this the adopted method was efficient for analysis of the basic systems, being able to be used for evaluation of the other districts of the city.

Downloads

Download data is not yet available.

Article Details

How to Cite
Batista Martins, A. K. ., AMARO DE LIMA, A., Gomes de Souza, M. ., & Oliveira Bezerra, I. F. . (2019). ANALYSIS OF THE BASIC SANITATION SYSTEM OF BLACK LAND EARTH IN MANACAPURU-AM. International Journal for Innovation Education and Research, 7(11), 122-132. https://doi.org/10.31686/ijier.vol7.iss11.1863
Section
Articles

References

ALMEIDA, A. S.; MEDRONHO, R. A.; VALENCIA, L. I. O. Análise espacial da dengue e o contexto socioeconômico no município do Rio de Janeiro, RJ. Revista de Saúde Púplica, 43(4), 666-73, 2009.

BORJA, P. C. Política pública de saneamento básico: uma análise da recente experiência brasileira. Saúde e Sociedade. 23 (2) apr-jun 2014. BOVOLATO, Luís Eduardo. Saneamento básico e saúde. Revista Vida Pastoral, p. 19-30, 2015.

BRASIL. Diretrizes Nacionais Para o Saneamento Básico. Lei n. 11.445 de 5 de janeiro de 2007. Acesso em 01 de setembro de 2019. CARVALHO, G. A. Geoprocessamento aplicado à Gestão Urbana: Possibilidades e desafios. III Encontro de Geografia-VII Semana de Ciências Humanas, 2010.

CAVINATTO, V. M. Saneamento básico: fonte de saúde e bem-estar. São Paulo: Ed. Moderna, 1992. CORRÊA, A. C. M. P. A Lei 11.445/07 e o Saneamento Básico: Os efeitos da adoção de Planos Municipais e/ou regulação nos indicadores do setor. 2018. COSTA, I. G.; PIEROBON, F.; SOARES, E. C. A Efetivação do Direito ao Saneamento Básico no Brasil: do Planasa ao Planasb. Meritum, revista de Direito da Universidade FUMEC, v. 13, n. 2, 2019. DE ALBUQUERQUE VINAGRE, Marco Valério et al. Modelo de gestão de drenagem urbana aplicado à bacia do una em Belém-PA. Revista da Universidade Vale do Rio Verde, v. 15, n. 1, p. 253-267, 2017. FERREIRA, João Alberto; ANJOS, Luiz Antonio dos. Aspectos de saúde coletiva e ocupacional associados à gestão dos resíduos sólidos municipais. Cadernos de saúde Pública, v. 17, p. 689-696, 2001.

LEONET, A.B.; PRADO, E. L; OLIVEIRA, S. V. W. B. Saneamento básico no Brasil: considerações sobre investimentos e sustentabilidade para o Século XXI. Revista de Administração Pública. Rio de Janeiro 45(2):331-48, mar./abr. 2011.

LISBOA, S. S.; HELLER, L.; SILVEIRA, R.B. Desafios do planejamento municipal de saneamento básico em municípios de pequeno porte: a percepção dos gestores. Eng Sanit Ambient | v.18 n.4 | out/dez 2013, 341-348.

LUDWIG, K. M.; FREI, F.; ALVARES FILHO, F.; RIBEIRO-PAES, J. T. Correlação entre condições de saneamento básico e parasitoses intestinais na população de Assis, Estado de São Paulo. Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical, 32(5):547-555, set-out, 1999. NERI, M. C. et al. Trata Brasil: impactos sociais da falta de saneamento nas principais cidades brasileiras. Rio de Janeiro, FGV/IBRE, CPS, v. 120, 2009.

PEREIRA, T. K. K.; MORAIS, J. F. Técnicas de geoprocessamento aplicadas aos problemas ambientais que afetam o rio Iaco dentro do limite do município de Sena Madureira-AC. Revista Eletrônica em Gestão, Educação e Tecnologia Ambiental – ReGet. v. 19, n. 1 p.11-20, 2015.

PEZZELLA, M. C. C.; SILVA, R. L. N. Sociedade da informação e o direito fundamental à saúde Revista Juris 16; 73-106, 2011.

SANTOS, M. C.; WALDEMAR, J. Aplicação do geoprocessamento na avaliação e espacialização das perdas físicas de água do sistema de abastecimento público de rondonópolis - MT Sociedade & Natureza, v. 19, n. 2, pp. 51-67, 2007. SANTOS, F. F. S. et al. O desenvolvimento do saneamento básico no Brasil e as consequências para a saúde pública. Revista Brasileira de Meio Ambiente, v. 4, n. 1, 2018. TUCCI, Carlos Eduardo Morelli; SILVEIRA, André. Gerenciamento da drenagem urbana. Porto Alegre, 2001.

Most read articles by the same author(s)

1 2 > >>