Assessing the Financial Feasibility of Slope Protection Through the use of Geocell With Recomposed of Infertile

Main Article Content

Dário Etsuro Haji Júnior
Estephison Montagnini e Silva
Igor Bezerra de Lima
David Barbosa de Alencar
Camily Murrieta Vasconcelos Oliveira Bezerra

Abstract

Soils that have small load capacity need to have their mechanical characteristics improved in order to portray parameters that provide safety to the desired works. The geocells were developed to obtain a cellular confinement system used for reinforcement, protection and coating of slopes, similar to a beehive, which can be filled with soil, granular materials or concrete. However, the present work presents economic viability methods between the projected concrete and the geotextile. With the methodology, it was considered that the alternative use of geocell promoted savings of 35% compared to the projected concrete. The results indicated by tables that compose the projected concrete coatings and geocells were made available by the executing company. Finally, the method was applied to the soil-cement satisfactorily serving the execution, mechanical and economic aspects.

Downloads

Download data is not yet available.

Article Details

How to Cite
Etsuro Haji Júnior, D., Montagnini e Silva, E., Bezerra de Lima, I., Barbosa de Alencar, D., & Murrieta Vasconcelos Oliveira Bezerra, C. (2019). Assessing the Financial Feasibility of Slope Protection Through the use of Geocell With Recomposed of Infertile. International Journal for Innovation Education and Research, 7(10), 745-760. https://doi.org/10.31686/ijier.vol7.iss10.1822
Section
Articles

References

[1] PINTO, Carlos de Souza. Curso Básico de Mecânica dos Solos. 3 ed. São Paulo: Oficina de Textos, 2006.
[2] BIRKELAND, PETER W. Pedology, Weathering and Geomorphological Research. Nova Iorque: Oxford University Press, 1974. 300 p.
[3] SALOMÃO, Fernando Ximenes de Tavares; ANTUNES, Franklin dos Santos. Solos em Pedologia. In: OLIVEIRA, Antônio Manuel dos Santos; BRITO, Sérgio Nertan Alves (Org.). Geologia de Engenharia. São Paulo: ABGE, 1998. p 87-99.
[4] PASTORE, Eraldo Luporini; FONTES, Rita Moura. Caracterização e Classificação de Solos. In: OLIVEIRA, Antônio Manuel dos Santos; BRITO, Sérgio Nertan Alves (Org.). Geologia de Engenharia. São Paulo: ABGE, 1998. p 197-210.
[5] NOGAMI, J. S.; VILLIBOR, D. F. (1994). Identificação expedita dos grupos da classificação MCT para solos tropicais. Anais do X Congresso Brasileiro de Mecânica dos Solos e Engenharia de Fundações. Foz do Iguaçu – PR. V.4, pp.1293-1300.
[6] BERLUCCI, L. B. (1995). Considerações sobre o dimensionamento de pavimentos utilizando solos lateríticos para rodovia de baixo volume de tráfego. Tese de doutorado. Departamento de Engenharia de Transporte da Escola Politécnica da USP. São Paulo – SP 237p.
[7] ABGE, Associação Brasileira de Geologia de Engenharia. Geologia de engenharia. São Paulo: Editores Antonio Manoel dos Santos Oliveira, Sérgio Nertan Alves Brito, 1998.
[8] CAPUTO, Homero Pinto. Mecânica dos solos e suas aplicações. Fundamentos. 6º edição, Rio de Janeiro: Livros Técnicos e Científicos. Volume 1, 1988.
[9] CARDOSO, F. F. Sistemas de Contenção. Escola Politécnica da Universidade de São Paulo. São Paulo, 2002.
[10] GERSCOVICH, D. M. S. Apostila Estabilidade de Taludes. Faculdade de Engenharia/UERJ. Departamento de Estruturas e Fundações. Rio de Janeiro, 2009.
[11] MARANGON, Márcio. Notas de aula: Tópicos em Geotecnia e Obras de terra. UFJF, 2006. Disponível em: http://www.ufjf.br/nugeo/files/2009/11/togot_Unid03-GeoContencoes-Parte01-2006-2.pdf >. Acesso em: 12/09/2019.
[12] FIORI, Alberto Pio, CARMIGNANI, Luigi. Fundamentos de mecânica dos solos e das rochas: aplicação na estabilidade dos taludes. Curitiba: Editora da UFPR, 2001.
[13] ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORTMAS TÉCNICAS - NBR 11682 Estabilidade de Taludes – Terminologia. Associação Brasileira de Normas Técnicas. Manaus (2009).
[14] KOERNER, R. M. (1994). Designing with Geosynthetics, Englewood Cliff, New Jersey, Prentice Hall, 3rd Ed. 761p.
[15] VIOLANTE, F. M. T. Caracterização da danificação mecânica de geossintéticos. 2016. Dissertação (Mestrado em Engenharia Civil) – Faculdade de Engenharia Universidade do Porto, Portugal.
[16] CARNEIRO, José Ricardo da Cunha et al. Durabilidade de materiais geossintéticos em estruturas de carácter ambiental: a importância da incorporação de aditivos químicos, 2009.
[17] HOLTZ, Robert D. Geosynthetics for soil reinforcement. In: 9th Spencer J. Buchanan Lecture. Texas A&M University, 2009
[18] VERTEMATTI, J. C. Manual Brasileiro de Geossintéticos. 2ª ed. Curitiba: Bulcher, 2015. 576 p.
[19] ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORTMAS TÉCNICAS – ABNT NBR ISO 10318 Geossintéticos Parte 1: Termos e definições – Associação Brasileira de Normas Técnicas. Manaus (2015).
[20] MACCAFERRI. Manual Técnico: Critérios gerais para projeto, especificação e aplicação de geossintéticos. São Paulo, Brasil. 2008.
[21] VILAR, Orencio Monje. Geossintéticos em aplicações ambientais. Teoria e Prática na Engenharia Civil, n. 4, p. 69-85, 2004.
[22] ZORNBERG, J. G.; CHRISTOPHER, B.R. Geosynthetics. In: DELLEUR, Jacques W. (Org.). The Handbook of Groundwater Engineering. 2 ed. Florida: CRC Press, 2007. 1267 p.
[23] AVESANI Neto, J. O. (2008). Caracterização do Comportamento Geotécnico do EPS através de Ensaios Mecânicos e Hidráulicos. Dissertação de Mestrado – Escola de Engenharia de São Carlos, Universidade de São Paulo, São Carlos, 227 p.
[24] BARUFFI, Aline. Comportamento mecânico de geocélulas preenchidas com resíduos de pedras preciosas. 2017. 95 f. Dissertação (mestrado em Engenharia Civil). – Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil e Ambiental, Universidade de Passo Fundo, Passo Fundo, 2017.
[25] KOMETA. Manufacturer and Supplier Geocell for Erosion Protection. (2001). Disponível em: . Acesso em: Setembro, 2019.
[26] OBER. Catálogo Fortcell Geocélula, 2019. Disponível em: http://www.obergeo.com.br/catalogo/catalogo-FORTCELL.pdf. Acesso em: Setembro, 2019
[27] ENGEPOL. Produtos: Geomembrana Lisa PEAD. Disponível em: .Acesso em: Novembro, 2019.
[28] MANDAL, J. N.; GUPTA, P. Stability of geocell-reinforced soil. Construction and Building Materials. V. 8, n. 1, p. 55-62, 1994.
[29] MEHRJARDI, Gholamhosein Tavakoli; MOTARJEMI, Fariba. Interfacial properties of geocell-reinforced granular soils. Geotextiles and Geomembranes, v. 46, n. 4, p. 384-395, 2018..
[30] TDM Brasil. Produtos, Mantas para controle de erosão, Geomantas. Disponível em: < http://www.tdmbrasil.com.br/products-mantas-geomanta.php>. Acesso em: Setembro, 2019.
[31] Google maps https://www.google.com.br/maps

Most read articles by the same author(s)

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 > >>