Feasibility Study on the Use of Cold Premixed Asphalt in Coari - AM

Authors

  • Gessica de Castro Mendes
  • Lucas Barbosa de Castro Delgado
  • Igor Bezerra de Lima
  • David Barbosa de Alencar ITEGAM

DOI:

https://doi.org/10.31686/ijier.vol7.iss10.1795

Keywords:

Paving, Asphalt coatings, Cold premixed

Abstract

As road transport is the predominant type of transport for the traffic of people, vehicles and cargo, it is extremely important to ensure the quality of the country's road pavement. Good pavement ensures comfort, safety and economy to road users. There are several types of coatings to be used depending on the project, the traffic demand of the road to be paved and others. Thus, the main objective of this research is to show the feasibility of using cold premixed asphalt in the city of Coari, municipality of the interior of Amazonas. For this, an investigation was conducted in bibliographies, in order to support the study. A budget based on DNIT unit cost compositions was made to compare the costs required to apply this asphalt mix with hot-machined concrete, as this is the most commonly used for pavement construction. Checking the advantages and disadvantages of its use to evaluate its application in the municipality in question. As the cold premix showed to meet most of the requirements for good paving, having a better cost-benefit ratio, it was found that it can be used on low and medium traffic roads, bringing several positive aspects in operational issues. and economical.

Downloads

Download data is not yet available.

References

[1] CNT. CONFEDERAÇÃO NACIONAL DOS TRANSPORTES. Pesquisa CNT de Rodovias 2018. Brasília: CNT, 2018. Disponível em: <https://pesquisarodovias.cnt.org.br/>. Acesso em: 04 set 2019.

[2] ZATARIN; et al. Viabilidade da Pavimentação com Asfalto-Borracha. Revista Gestão e Sustentabilidade ambiental, Florianópolis, v. 5, n. 2, p. 649-674, out.2016/mar. 2017.

[3] CNT. Transporte rodoviário: impactos da qualidade do asfalto sobre o transporte rodoviário. Brasília: CNT, 2019. Disponível em: <https://cnt.org.br/impactos-qualidade-asfalto-transporte-rodoviario>. Acesso em: 04 set 2019.

[4] SENÇO, Wlastermiler de. Manual de técnicas de pavimentação: volume I. 2. ed. São Paulo: Pini, 2007a.

[5] RAMALHO, A. V. F. Uma análise dos benefícios com a utilização do asfalto borracha nas rodovias do Brasil. São Paulo – SP, 2009. Disponível em: <https://docplayer.com.br/14422360-Uma-analise-dos-beneficios-com-a-utilizacao-do-asfalto-borracha-nas-rodovias-do-brasil-faculdade-de-tecnologia-da-zona-leste.html>. Acesso em: 14 set 2019.

[6] ZAGONEL, ANA REGINA. Inovações em Revestimentos Asfálticos Utilizados no Brasil.2013. 115f. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Engenharia Civil). Departamento de Ciências Exatas e Engenharias, Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul, Ijuí – RS.

[7] FIESP. Departamento da Indústria da Construção. Pavimento de vias no Brasil: infraestrutura de transportes terrestres rodoviários e cadeias produtivas da pavimentação. São Paulo: 2017.

[8] CNT. Transporte rodoviário: por que os pavimentos das rodovias do Brasil não duram? – Brasília: CNT, 2017.

[9] FERRARA, Renata D’Avello. Estudo comparativo do custo x benefício entre o asfalto convencional e o asfalto modificado pela adição de borracha moída de pneu. Universidade Anhembi Morumbi. São Paulo, 2006. Disponível em:<https://docplayer.com.br/5376555-Estudo-comparativo-do-custo-x-beneficio-entre-o-asfalto-convencional-e-asfalto-modificado-pela-adicao-de-borracha-moida-de-pneu.html>. Acesso em: 14 set 2019.

[10] ROSSI, Anna Carolina. Etapas de uma obra de pavimentação e dimensionamento para uma via na Ilha do Fundão. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Engenharia Civil). Rio de Janeiro: UFRJ/ Escola Politécnica, 2016.

[11] BERNUCCI, Liedi Bariani, et al. Pavimentação asfáltica: formação básica para engenheiros. Rio de Janeiro: Petrobras; ABEDA, 2008.

[12] DER/PR. ES-P 23/05. Departamento de Estradas e Rodagem do Estado do Paraná. Pavimentação: Pré-Misturado a Frio. Curitiba, 2005.

[13] ABEDA. ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DAS EMPRESAS DISTRIBUIDORAS DE ASFALTO. Manual Básico de Emulsões Asfálticas. Rio de Janeiro: Ultraset, 2ed., 2010.

[14] CERENTINI, Nícolas Pieniz. Dosagem de um Pré-Misturado a Frio Utilizando Material Asfáltico Fresado. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Civil). Santa Cruz do Sul, 2016.

[15] VIEIRA, Bruno Cardoso. Análise da Viabilidade do Uso de Pré-Misturados a Frio em Aeródromos. 2009. 104f. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Engenharia Civil). Instituto Tecnológico de Aeronáutica, São José dos Campos.

[16] CERATTI, Jorge Augusto Pereira et al. Utilização de ligantes asfálticos em serviços de pavimentação. Rio de Janeiro: ABEDA, 2015, 144f.

[17] SENÇO, Wlastermiler de. Manual de técnicas de pavimentação: volume II. 2. ed. São Paulo: Pini, 2007b.

[18] DNIT. DEPARTAMENTO NACIONAL DE INFRAESTRUTURA DE TRANSPORTES. DNIT 153/2010- ES. Pavimentação Asfáltica – Pré-misturado a frio com emulsão catiônica convencional. 2010. 11p.

[19] BROCHADO, Matheus Matos Lepesqueur. Estudo da Viabilidade do Asfalto Pré-Misturado a Frio em Rodovias de Médio e Baixo Tráfego. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Civil). UniCEUB - Centro Universitário de Brasília, 2014.

[20] DNIT. Custos e pagamentos: SICRO 2. Norte, Amazonas, 2016. Disponível em: <http://www.dnit.gov.br/custos-e-pagamentos/sicro-2/norte/norte>. Acesso em: 18 set 2019

[21] BATISTA, Fátima Alexandra Barata Antunes. Novas Técnicas de Reabilitação de Pavimentos. Dissertação (Doutorado em Engenharia Civil), Universidade do Porto, Faculdade de Engenharia – FEUP, 2004.

[22] CHAVES, Franklin José. Estudo de Misturas de Areia Asfalto a Frio em Pavimentação de Baixo Volume de Tráfego no Estado do Ceará – Contribuição ao Método de Dosagem. Tese (Doutorado em Engenharia Civil). Universidade Federal do Rio de Janeiro, COPPE/UFRJ, 2010.

[23] SOLER, Cláudia. A Cidade de Coari/Am e os Reflexos da Exploração de Petróleo e Gás Natural pela Petrobrás. Papers da NAEA n0 23. Núcleos de Altos Estudos Amazônicos, 2009.

[24] IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Panorama – Coari. Cidades IBGE, 2010. Disponível em: <https://cidades.ibge.gov.br/brasil/am/coari/panorama>. Acesso em: 20 set 2019.

[25] COARI. Prefeitura de Coari. Plano Diretor de Desenvolvimento de Coari. Tomo 1, 2007. Disponível em: < https://issuu.com/danielmacielgomes/docs/tomo_1.2_-_27-02-08_anexo>. Acesso em: 16 set 2019.

[26] CLIMATE-DATA.ORG. Clima Coari. [entre 1982 e 2012]. Disponível em: <https://pt.climate-data.org/america-do-sul/brasil/amazonas/coari-25367/>. Acesso em: 22 set 2019.

Downloads

Published

31-10-2019

How to Cite

de Castro Mendes, G., Barbosa de Castro Delgado, L., Bezerra de Lima, I., & Barbosa de Alencar, D. (2019). Feasibility Study on the Use of Cold Premixed Asphalt in Coari - AM. International Journal for Innovation Education and Research, 7(10), 473–484. https://doi.org/10.31686/ijier.vol7.iss10.1795

Most read articles by the same author(s)

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 > >>